» mais
Marcos Bidoia
2ab93cf294a758caee558a736f1c11aa
Sexta, 08 de agosto de 2014, 18h43

Sinto-me feliz

Agora, neste momento, sinto-me muito feliz.
Felicidade gratuita, talvez sem motivos. Só mesmo feliz.

Adrenalina liberada nas veias pela alegria.
Veias infladas, por uma alegria boba, irresponsável até.
Vontade de rir.

De rir de todas as vezes que chorei...
Choros por tragédias sem reais motivos.

Que vontade de rir de minhas bobas pequenas tragédias e chorar pelas grandes que atingiram a outros e não a mim.

Já chorei tanto à toa, que hoje rio dos meus choros.
E fico feliz por terem sido bobos os motivos dos choros.

Sinto-me sim, feliz por ter chorado em vão.

Quando chorei, pelas minhas tragédias e dores, não as comparei com as de outros.

Senão, riria das minhas, agradecido.

Sinto-me feliz. Mesmo triste pelos choros alheios, sinto-me feliz.

Minhas tragédias nunca foram tão fortes e machucadoras afinal.
Quando estive doente, por pior que parecesse ser o grau, nunca foi mais grave do que tantas enfermidades que vejo.

Afinal, quando estive doente, estavam sãos os meus queridos.
Quando estive choroso pela dor de um amor, não pensei neste instante que outro melhor viria. E que muitos nunca nem amados foram.

E deveria ter rido muito por ter tido um amor.
Não devia ter chorado então nos momentos de minhas dores.

Mas passou...

Estou feliz. Muito feliz.
E os motivos são bobos.

E rio.

Agora mesmo, rio e sou feliz por besteiras.

Tais como: vivo eu, vivem os meus.

Sinto-me feliz.

02/08/14. 11' oD

Marcos Bidoia é vendedor de parafusos e ferramentas em Primavera do Leste - Mato Grosso.... E filho de José Bidóia, o poeta das estradas.
MAIS COLUNAS DE: Marcos Bidoia

» ver todas

Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114