» mais
Marcos Bidoia
2ab93cf294a758caee558a736f1c11aa
Quarta, 17 de junho de 2015, 15h33

Perdi meu Cowboy. Meu vaqueiro.

(todos perdemos muito)

Um dia, a um bom tempo, logo ao conhecê-lo e começar trabalhar para nós, em sua humildade me confessou:
- Bidóia, meu sonho é um dia ganhar pelo menos 3 salários mínimos ao mês. Pra melhorar de vida.
...... fiquei tocado e meio chocado. Das coisas que jamais esquecerei.

Para isso deixou de fazer o que mais amava: a lida com o gado. As comitivas tocando gado sobre o lombo de um cavalo pelas estradas.
Sua maior paixão.

Em nossas várias pescarias e viagens me falou de várias destas viagens. Eu via seu sorriso brilhar ao contar.
Falava-me de um mundo que só conheci por você, Juá.

A gente tem que fazer o que ama. Sinto por você ter ido pra sempre longe do que mais amava fazer.
Mas sei do seu amor pelo seu trabalho com a gente nestes tantos anos também.
Você amava o que fazia. E por merecimento atingiu mais que seu sonho tão inocente.
Merecia muito mais.
Os bons sempre merecem.

Sabe, hoje minha filha mais velha de 17 anos disse: "ele era o mais querido da CB".
Sim. Te conheceram tão bem todos os meus 3 filhos desde bem crianças.
Confiava-os a você.
Eu confiava em você. Sempre confiei.

Nas nossas idas pra fazenda via você no seu habitat natural.
Era bom demais ver você lá.

Você no trajeto me contava das idas e vindas tocando gado de sua Dom Aquino pelas fazendas e cidades próximas.

Quero pedir a Deus que te leve para o céu tocando gado com velhos amigos de andanças.
Que Ele abra as portas de sua casa ao som de berrantes tocados por anjos vaqueiros para sua chegada.

Você foi um orgulho para todos os seus amigos de trabalho.
Homem de 6 dedos em cada mão. Especial. Muito especial.

Quando seu filho nasceu com os mesmos dedinhos a mais vc me disse que os médicos queriam amputá-los.
Que bom. Que bom que você não deixou.

Sua marca está aqui nele, entre a gente. Acalme-se. Será bem cuidado, eu sei.

"Juá Brabo", como cansei de lhe chamar.
Você era doce, Juá.
Deus sabe o que faz, meu cowboy.
Deve estar com uma manada difícil de ser conduzida por lá.

Obrigado, Juarez, pelas nossas conversas, por tudo que deixou pra nós. Para seus amigos de trabalho.

E por favor, pedi hoje aos seus pés, aos pés de seu caixão:
Me perdoe pelas falhas de patrão e mais pelas de amigo.
Que bom ter ajudado de alguma maneira melhorar sua dura vida.
Mas tudo foi por merecimento seu.
Você fará muita, muita falta.
Só Deus pra entender... eu não dou conta.
Um abraço.

(Tô feliz por resolverem te devolver para sua terra amada: Dom Aquino - sábia decisão de sua família)

(Homenagem ao funcionário Juarez Neves Barbosa, vendedor da CB Agrícola matriz de Primavera na madrugada de 13 de junho 2015.)

Marcos Bidoia é vendedor de parafusos e ferramentas em Primavera do Leste - Mato Grosso.... E filho de José Bidóia, o poeta das estradas.
MAIS COLUNAS DE: Marcos Bidoia

» ver todas

Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114