» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Quinta, 20 de abril de 2017, 19h15

Coronel assume coordenação do programa Rede Cidadã


Fotos por: Lenine Martins
.

A emoção marcou a solenidade de passagem de coordenação do programa social Rede Cidadã, na tarde desta quarta-feira (19.04), em Cuiabá. Alunos, pais, policiais militares, professores, moradores e autoridades se reuniram na sede do programa, no bairro Planalto, para agradecer ao tenente-coronel PM Nivaldo José de Arruda, pelos trabalhos realizados durante a sua gestão e dar boas-vindas a coronel PM Ridalva Reis de Souza, que assume a função de coordenadora do programa.

“Quero agradecer a minha equipe de policiais militares e profissionais civis e voluntários que me ajudaram a gerenciar a Rede Cidadã e principalmente aos nossos alunos, porque sem eles não seriamos nada”, disse o tenente-coronel Nivaldo.

A coronel Ridalva está há 23 anos na Polícia Militar e antes de assumir o cargo de coordenadora do Rede Cidadã atuava no 25º Comando Regional da Polícia Militar de Guarantã do Norte.

“Vou continuar fazendo aquilo para qual fui vocacionada, ser policial militar. Continuo atuando na prevenção. A única diferença é que agora estou na prevenção primária, que é dentro da base familiar junto com a criança, antes de entrar para o grupo de risco. Antes, eu trabalhava na prevenção terciária, que era quando os jovens já estavam em contato com o crime. Hoje vou ter a possibilidade de fazer uma prevenção, com inclusão social evitando que este adolescentes e crianças se tornem delinquentes no futuro”, disse.

 

.

O morador e membro do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) do bairro Planalto, uma das comunidades atendidas pelas atividades do Rede Cidadã em Cuiabá, Moisaniel Batista do Nascimento, fez questão de prestigiar o evento junto com o seu filho, Diego Felix Batista do Nascimento, de 13 anos, que é aluno do projeto há quase quatro anos.

“Hoje meu filho participa das atividades de taekwondo e pintura no Rede Cidadã. São oportunidades que não tive quando criança e que hoje posso oferecer a ele através do programa. Isso é muito gratificante para mim”, disse Moisaniel.

A coordenadora de capacitação e cultura do Rede Cidadã e membro do Conseg Planalto, Sandra Gusmão de Almeida não segurou as lágrimas durante a solenidade. “Queremos agradecer ao tenente-coronel Nivaldo por tudo que ele fez pelas crianças e famílias atendidas pelo Rede Cidadã e dizer que as lideranças comunitárias serão parceiras da coronel Ridalva”, falou.

O comandante adjunto da Polícia Militar, coronel PM Clelcimar Santos Rabello, disse que o programa será coordenado com perfeição por Ridalva. “Parabéns ao tenente-coronel Nivaldo, que deixou a sua marca a frente dessa política de prevenção da Sesp e boas-vindas a coronel Ridalva, que também é uma grande referencial institucional. Temos certeza que o desafio que ela assumiu hoje será desempenhado com perfeição”.

O secretário de Segurança Pública, Roger Jarbas, disse que projetos sociais mudam a vida das pessoas. “Prendemos 13 mil pessoas no ano passado, mas não é isso que resolve os nossos problemas sociais. São programas como o Rede Cidadã e outros projetos sociais das instituições da Segurança Pública que mudam a vida das pessoas, trazendo mais oportunidade para alcançar o objetivo que se desejar”, disse Rogers.

Rede Cidadã

O programa Rede Cidadã é uma política de Estado que desenvolve um conjunto de atividades educativas, culturais e de capacitação, por meio de uma equipe multidisciplinar composta por policiais militares, assistentes sociais, psicólogos e pedagogos desenvolvida pela Coordenadoria de Ações Preventivas da Sesp.

O Rede Cidadã tem o objetivo de coordenar, inserir e acompanhar a vida do aluno mudando o comportamento vulnerável, melhorando a qualidade de vida na família, escola e na sociedade em geral.

Desde que entrou em funcionamento, em 2005, já passaram pelas atividades inclusivas do Rede Cidadã mais de 15 mil crianças, adolescentes e adultos.

Nas atividades, os jovens tem a possibilidade de participar de diversas atividades culturais, esportivas e educacionais, como aulas de pintura em tela, teatro, violão, coral, xadrez, futebol, futsal, basquete, capoeira, judô, vôlei, taekwondo, que são ofertadas de forma gratuita para crianças e adolescentes da rede pública de ensino. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A retomada das obras do VLT pode ser:

Palanque político para 2018
Mais uma balela sem fim
Confio na solução do problema
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114