» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Sexta, 12 de maio de 2017, 11h09

Vereadores constatam atraso no repasse de verba para obra do Pronto-socorro de Cuiabá


Os vereadores de Cuiabá constataram atrasos nos repasses do Estado para as obras do novo Pronto-socorro da Capital. Após reunião com os empreiteiros Jorge Pires da Concremax e Luiz Lotufo da Lotufo ficou decidido o agendamento dos vereadores com o governador Pedro Taques (PSDB), para que fossem feitos novos esclarecimentos sobre os atrasos alegados pelos empreiteiros, eles buscam mais verbas para darem continuidade à obra. Segundo os empreiteiros, a Prefeitura de Cuiabá responsável pela obra vem mantendo o acordo do contrato inicial até o término da obra previsto para junho deste ano. Dos R$ 29 milhões, a prefeitura repassou R$ 11 milhões e Estado fez o repasse de R$18 milhões de um total de R$ 84 milhões ao final da obra.

No entanto, sobre os montantes foram feitos alguns aditivos sobre a adequação dos projetos e também no realinhamento de preços quando a obra passa de um ano o que devem aumentar ainda mais o valor final da obra.

Segundo os empreiteiros, o Governo até que tentou atualizar os débitos fazendo um repasse parcelado em onze vezes no valor de R$ 32 milhões, mas não deu sequência aos pagamentos o que provocou a redução das atividades no canteiro de obras. “Não estamos atrasados no cronograma, mas com redução de atividades por falta de dinheiro”, disse Jorge Pires.

Segundo os empreiteiros, os atrasos provocam aumentos dos custos dos materiais necessários para os trabalhos que têm 30% da obra concluída. No entanto, a obra entra na fase de aquisição de equipamentos e instalação de ar-condicionado que requer mais R$ 17 milhões. Na avaliação dos empreiteiros, a obra poderia estar no tempo hábil, apesar dos contratempos que as empresas tiveram no início com a revisão do projeto que foi feito por uma empresa baiana que desconhece a realidade do solo cuiabano e na adequação local, muitos itens foram desfeitos proporcionando economia de até R$ 1,4 milhão paras os cofres públicos do Município e Estado.

O presidente da Câmara de Vereadores Justino Malheiros (PV) acatou a proposta dos vereadores para se reunirem com o governador no sentido de obterem explicações do assunto. De acordo com o vereador, o legislativo deve gerar uma ação política para fiscalizar os investimentos do governo e da prefeitura na obra do novo Pronto-socorro. “Temos uma unidade política expressiva na Casa de Leis que devemos utilizar para auxiliar o governo a encontrar uma solução para esse problema”, afirmou o presidente.

O vice-presidente da Câmara de vereadores, o vereador do PSDB, Renivaldo Nascimento, acredita que se houver a necessidade, o governo está preparado para atender as demandas urgentes da obra aportando mais recursos essenciais para acelerar a entrega da obra para a população cuiabana. “Houve imprevistos nos repasses,

Para o líder do PP, Luis Claudio, faltou regularidade nos repasses do Estado para que a obra pudesse ter prosseguimento. Ele conta com a unidade política dos parlamentares na busca de propostas que possam ajudar o governador a encontrar uma solução para o pagamento dos atrasados. “Acredito no empenho dos demais vereadores na reunião que teremos com o governador. Faltou a continuidade dos pagamentos, por isso ficou claro a redução das obras que pode prejudicar o cronograma da entrega da obra”, disse Luis.

Reiterando o vereador, os empreiteiros deixaram claro que o Pronto-socorro será entregue no prazo de mais um ano caso os repasses sejam efetivados de forma sequencial.

Renivaldo Nascimento acredita que se houver necessidade, o governo está preparado para atender as demandas urgentes da obra aportando mais recursos essenciais para acelerar a entrega da obra para a população cuiabana. “Houve imprevistos nos repasses, mas o governo tem condições de atualizar os pagamentos que estavam previstos e fazer essa obra andar no tempo esperado pela população cuiabana”, afirmou.  


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A retomada das obras do VLT pode ser:

Palanque político para 2018
Mais uma balela sem fim
Confio na solução do problema
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114