» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Segunda, 13 de novembro de 2017, 09h04

Cidadania e inclusão social levadas a sério pelas crianças com programa Um Por Todos e Todos Por Um


O respeito às diferenças, promovendo a inclusão, a mutualidade e a ética social, está intimamente ligado à construção da cidadania na mente das crianças. E para formar adultos que entendam e assumam o seu papel de agentes transformadores, o programa Um Por Todos e Todos Por Um emerge como uma iniciativa lúdica e dinâmica, que une lições valiosas para toda a vida com uma das narrativas de quadrinhos mais populares do país, a famosa Turma da Mônica.

Com um material criado pelo Ministério Público Federal em parceria com o Instituto Mauricio de Souza, a iniciativa é desenvolvida pela Prefeitura de Cuiabá através da Controladoria Geral do Município (CGM), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Abrangendo 54 unidades públicas de ensino, a divertida proposta vai ao encontro do trabalho desenvolvido pelo prefeito Emanuel Pinheiro e visa promover a consciência cidadã em crianças do 5º ano, orientando-as a lidar com as diversas limitações físicas existentes no meio social. A jornada pelo mundo da ética traz posturas importantes, trabalhando também a autoestima dos pequenos, à medida que ensina sobre identidade, unidade apesar das diferenças e os principais aspectos que norteiam os fundamentos da moral.

“Esponjinhas por natureza, as crianças da faixa etária dos 11 anos estão consolidando alguns princípios morais. Esta é uma fase muito importante, justamente por se tratar da transição da infância para a pré-adolescência. O momento ideal para fortalecer conceitos e posturas cidadãs, o programa é um grande aliado na compreensão e dimensão que as atitudes desempenhadas por eles exercem naqueles que estão ao seu redor. Com o apoio e incentivo do professor regente responsável pela turma, toda a sala é estimulada a olhar para a sua comunidade, escola, cidade e país por uma ótica que não seja apenas altruísta, mas participativa e coerente com a retidão. Preconceitos, estigmas e agressões não possuem espaço aqui e os alunos aprendem o valor do cuidado mútuo através de um material riquíssimo, que oferece dinâmicas das mais diversas, pensadas genuinamente para se encaixar nesse pequeno universo desbravador que é a mente infantil”, afirmou o controlador-geral do Município, Marcus Brito.

Com três módulos que trabalham a autoestima, as diferenças entre as pessoas e o país por uma ótica mais politizada e governamental, o programa opera ao longo de todo o ano letivo, trazendo ferramentas das mais diversas que são utilizadas como mecanismos de ensino. Jograis, teatros, exposições artísticas, visitas às casas de amparos a idosos e até mesmo uma eleição para o líder da classe trazem o amplo ambiente social que norteia todos os brasileiros para dentro das escolas municipais, à medida que a ética, a corrupção e a igualdade entre os gêneros são abordados por meio de uma linguagem de fácil absorção.

“É uma iniciativa fascinante que usa o grupo de amigos mais populares das histórias em quadrinhos como instrutores sociais. Com o Estatuto da Criança e do Adolescente aos moldes das Hqs da Turma da Mônica e muitas outras lições feitas através do clássico gibi que todos bem conhecemos, as crianças aprendem sem perceber. A diversidade dos personagens contribui diretamente para esta compreensão sobre a cidadania, conforme cada participante também se identifica com os perfis de cada uma dessas figuras. Através da simplicidade da leitura, o aluno é capaz de reter o conteúdo, desenvolvendo naturalmente novos hábitos que podem até mesmo mudar sua postura definitivamente. E o sucesso do Um Por Todos é irrefutável. Apenas em 2017 atendemos mais de 4.700 estudantes, que passaram a ver o mundo por uma nova perspectiva, mais esperançosa, promissora e edificante para a construção de uma Cuiabá cada vez melhor”, concluiu Joilce Botelho Acosta, coordenadora do programa Um Por Todos e Todos por Um.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114