» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Quarta, 06 de dezembro de 2017, 18h59

Com rua abandonada e sem clientes, comerciantes fecham as portas.


Problema fica na passagem obrigatória de autoridades do município e do governo do Estado. Sem clientes, comerciantes acabam falindo. Mas impostos chegam.


Redação

Quase uma dezena de empresas instaladas na Travessa Marginal, paralela a avenida República do Líbano, em Cuiabá, sofrem com o abandono da via por parte da prefeitura municipal de Cuiabá. As únicas coisas que chegam nas empresas é carnê de IPTU e outros tributos.

  

Comerciantes locais cobram providência por parte da prefeitura, através do prefeito Emanuel Pinheiro já que - afirmam - estão cansados de pedir providências aos secretários municipais. Denunciam, ainda, que os 'servidores' chegam a dizer que precisam de uma indicação de um vereador pra resolver o problema dos buracos no local.

Juntamente com a queixa pelos buracos, reclamam que quem fez os serviços de patrolamento acabou deixando uma pista 'reta', mais parecendo um tobogã e nenhuma forma de contenção - o que poderia ser curva de nível para que a água não empreendesse tanta velocidade.

Um dos comerciantes (eles preferem não se identificar) disse que já mediram a rua por diversas vezes, há muitos anos, mas nada de asfalto, como era a promessa. Suspeitam, até, que os recursos já tenham vindo, mas suspeitam de desvios de dinheiro ou superfaturamento em um trecho pavimentado "na parte alta e onde tem gente ligada a orgãos públicos".

Sem condições de que os clientes cheguem aos comércios, várias empresas fecharam suas portas: uma conveniência, uma indústria de cadeiras, uma fabrica de calhas e por último um salão de beleza.

A única coisa que chega no nosso balcão é talão de IPTU e outras correspondências para impostos para pagar - concluiu um deles para a reportagem do PlantãoNews.

Acompanhe no Facebook
 

Imóvel teve alto investimento, bom acabamento, mas buracos não deixam cliente chegar. 

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114