» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Sexta, 06 de abril de 2018, 12h04

Parabéns, Cuiabá!


.

A busca pelo ouro resultou na criação e aumento de algumas cidades brasileiras, como Cuiabá, que neste domingo (08) completa quase três séculos de história (são 299 anos de existência) marcada pela miscigenação de povos africanos, espanhóis, portugueses e índios nativos, que originaram uma cultura diversa para o estado.

Foi em 1718 que o bandeirante Pascoal Moreira Cabral Leme descobriu jazidas de ouro na região. No ano seguinte, o local já estava mais povoado e, como consequência, foi criado o Arraial de Cuiabá. A partir de então a cidade não parou de crescer e tornou-se capital do Mato Grosso. Hoje, a gigante é composta por uma população de quase 600 mil habitantes, de acordo com dados do IBGE de 2017, sem levar em consideração a vizinha Várzea Grande. Juntos, os municípios somam quase 870 mil moradores.

Conhecida por suas belezas naturais e históricas, Cuiabá é uma notável e seus monumentos comprovam esse fato. Tombado em 1973 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Centro Histórico de Cuiabá é um dos principais atrativos para os turistas que desejam conhecer a história e a cultura da capital. São casarões que retratam a arquitetura do período colonial.

Traços de antepassados estão presentes no cotidiano do cuiabano. A herança indígena é preservada no Museu Rondon, e também na arte, onde são encontrados cocares, colares, brincos e pulseiras feitas de sementes, penas e pigmentos. Na gastronomia, Maria Isabel - mistura de carne seca com arroz -, farofa de banana-da-terra madura, churrasco pantaneiro e pratos feitos com o peixe Pacu fazem as honras da casa para o turista.

Aliás, o visitante deve ficar atento ao se alimentar do peixe, pois ele faz parte de uma lenda local: quem come a cabeça do Pacu nunca mais sairá do Mato Grosso. Para os solteiros, o casamento será certo com uma moça da terra e, se for casado, vai morar de vez na cidade e virar “pau-rodado”, que significa, no linguajar cuiabano, pessoa de fora que passa a residir na capital mato-grossense.

As danças também são atrativos da região. Em Cuiabá, o siriri e o caruru tiveram seu desenvolvimento influenciado pelas tradições quilombolas e a alegria proporcionada durante as festas desses ritmos é “mato”, como dizem os cuiabanos quando querem representar algo abundante. Para quem não quer se arriscar na dança e gosta mais de aventura na natureza, o destino também é Cuiabá. O local é uma das portas de entrada para a maior área alegável do planeta, o Pantanal, conhecido por suas belezas naturais e diversidade de animais e plantas.

FESTA DE ANIVERSÁRIO - As comemorações dos 299 anos da cidade começaram no início de abril e seguem até maio. A lista de atrativos conta com mais de 100 eventos e mistura atrações modernas com tradicionais. Shows de artistas nacionais renomados, apresentações folclóricas, entregas de obras e serviços estão inclusos na programação. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114