» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Sexta, 06 de abril de 2018, 14h33

Obras de duplicação da Avenida Filinto Müller são vistoriadas em Várzea Grande


Foto: Mayke Toscano
.

As obras de duplicação da Avenida Filinto Muller, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foram vistoriadas pelo governador Pedro Taques, a prefeita Lucimar Sacre de Campos e secretária interina de Estado das Cidades, Juliana Ferrari, na manhã desta sexta-feira (06.04). Os trabalhos no local encontram-se 60% executados. Para construção serão aplicados R$ 27 milhões, entre recursos o Estado e prefeitura. A conclusão total dos serviços está prevista para novembro de 2018.

A duplicação da Filinto Muller é fruto de convênio entre o Governo de Mato Grosso, por meio da Secid-MT, com a Prefeitura Municipal de Várzea Grande, formalizado em 2016. Os 60% dos serviços executados estão liberados para o tráfego de veículos desde o início deste ano e contemplam calçadas, sinalizações verticais e horizontais, canteiros centrais com paisagismo e iluminação em LED.

Conforme a secretária interina da Secid-MT, Juliana Ferrari, os trabalhos atuais são de drenagem da segunda etapa da construção e pavimentação das ruas dos bairros, que dão acesso à avenida. “A obra está avançada em 60%, estamos na execução de drenagem e de algumas galerias pluviais que serão implantadas ao longo da via, bem como a pavimentação das ruas vicinais. Já aportamos R$ 15 milhões nessa construção, que é uma das prioridades do governador Pedro Taques. Sem dúvida é uma obra que trará desenvolvimento para o município, dará fluidez ao tráfego, acessibilidade e segurança, pois tem iluminação, calçada, ciclofaixa, canteiro central e sinalização”, pontuou Juliana.

No total, serão duplicados aproximadamente 10 quilômetros de extensão, considerando ida e volta. A obra impactará positivamente cerca de 50 bairros, beneficiando diretamente em torno de 60 mil moradores, conforme dados da prefeitura.

Durante a vistoria dos trabalhos, a prefeita Lucimar Campos destacou a importância da obra para região e agradeceu a parceria e empenho do Estado na construção. “Um dos maiores benefícios dessa duplicação é a interligação da região do São Matheus com o Centro da cidade. Isso gera desenvolvimento, emprego e renda. Uma obra que trouxe segurança e que está sendo realizada com qualidade. A prefeitura agradece a parceria e a velocidade da realização dos trabalhos”, disse.

 

Governador Pedro Taques destacou que os trabalhos na Filinto Müller só foram possíveis graças à parceria do Estado com a prefeitura de Várzea Grande e reafirmou que a conclusão dos serviços é prioridade em sua gestão. “Essa obra é prioridade na nossa gestão e não seria possível sem a contribuição da prefeitura municipal. É uma ação conjunta, trabalho em união que beneficia merecidamente a população várzea-grandense. Para mim é motivo de orgulho trabalhar junto com a prefeita Lucimar Campos e visitar essa obra que tem qualidade e segue com ritmo acelerado”, enfatizou o chefe do executivo estatual.

A obra

A obra de duplicação da Avenida Filinto Müller, em Várzea Grande, foi lançada em dezembro de 2016 e teve início em março de 2017, com previsão de um ano e meio de execução. O convênio está orçado em R$ 27,59 milhões, sendo R$ 24,28 milhões do Governo do Estado e o restante da prefeitura de Várzea Grande. Os trabalhos são tocados pela empresa Nhambiquara Ltda e o status atual é 60% de execução.

A construtora trabalha na pavimentação de ruas vicinais à avenida e na construção de galerias pluviais paralelas à via.

O projeto da Filinto Müller tem início na rua João Norberto de Barros, seguindo até a Rodovia dos Imigrantes – cada trecho de asfalto tem aproximadamente 4,7 km, o que perfaz quase 10 km, considerando ida e volta. Os serviços no local incluem iluminação em LED, drenagem, base, sub-base, pavimentação calçadas, meio fio, sarjeta, ciclofaixa em duas pistas e sinalização. Além do paisagismo.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114