» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Terça, 10 de abril de 2018, 13h53

Justino Malheiros e governador Pedro Taques vistoriam obras do novo Pronto Socorro


Nesta quarta-feira (11), a partir das 8h, o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Justino Malheiros, vistoriará as obras do novo Pronto Socorro de Cuiabá juntamente com o governador de Mato Grosso, Pedro Taques. Também vão integrar a comitiva governamental técnicos da área de engenharia do governo, da empresa contratada para realizar os serviços, vereadores da capital, prefeitos, deputados estaduais e dirigentes de entidades sociais diversas. O objetivo é checar se o ritmo do empreendimento está de acordo com o cronograma de obras fixados no projeto original. Conforme exposição feita por Justino Malheiros, a entrega da nova unidade hospitalar, de atendimento SUS, representa equilíbrio no sistema de Saúde Pública. Esta é a segunda visita oficial do dirigente da Casa de Leis da capital ao novo PS.

Conforme Malheiros, a concretização do empreendimento significa muito para a saúde pública de Cuiabá e interior do Estado, além de preconizar referência de atendimento impecável no âmbito hospitalar {gratuito} também para estados vizinhos, incluindo a Bolívia. Ele ressaltou que as dependências do atual Pronto Socorro, no centro da cidade, já não comportam a demanda diária, e é incompatível à proposta de dinamização da Saúde, via SUS, que os gestores governamentais têm lutado para implementar. No novo prédio, construído especialmente para esta finalidade, diz Justino, haverá não apenas celeridade no atendimento, mas maior qualidade nos serviços médicos.

"Trata-se de um prédio de características modernas, construído exatamente para abrigar uma unidade de Saúde de grande porte, a exemplo de outras de referência que existem em várias capitais brasileiras. E com localização francamente igualmente privilegiada, situado à retaguarda do Centro de Eventos do Pantanal. Isto significa menos complexidade de acesso para pacientes, ambulâncias, e espaço generoso de estacionamento".

Ele pontuou que, no atual Pronto Socorro, que presta atendimento há dezenas de anos na Rua General Valle, fica às vezes inviável encontrar vagas disponíveis, seja para carros ou pacientes. Consequentemente, a sobrecarga é visível internamente, disse Justino, pois falta espaço para abrigar quantos ali chegam à procura de atendimento. "E essa situação fica ainda mais complicada quando os casos são de urgência e emergência. Sempre ressaltando que o aporte mais expressivo de pacientes SUS não procede de Cuiabá, mas do interior do Estado e estados adjacentes. Mesmo os bolivianos têm encontrado guarida hospitalar no nosso Pronto Socorro, que de há muito assumiu função de unidade SUS estadual, não somente municipal".

Justino acredita também que a operacionalização do novo Pronto Socorro implicará em imediata redução nos atuais registros de pacientes SUS nas demais unidades de Saúde de Cuiabá e Várzea Grande. "Há interligação de atendimento entre os dois PS, pois tanto recebemos pacientes de Várzea Grande, como os de Cuiabá, por vezes, vão até VG à procura de atendimento, em face da sobrecarga mencionada. Fator que estagna o fluxo diário do atendimento que todos desejamos implementar, via SUS. O novo PS vai dimensionar serviços de Saúde que são reclamados pelas comunidades mato-grossenses, em geral. E também vai fazer com que as policlínicas e UPAs, hoje cumprindo atendimento à parte de suas atribuições reais, tenham fôlego para sequenciar funções inerentes às instituições, delegando ao novo PS somente os de alta complexidade, urgência e emergência".


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114