» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Terça, 05 de junho de 2018, 18h51

Deputado Marcrean dos Santos critica cobranças indevidas da Águas Cuiabá


Brunna Maria
.

O deputado estadual Marcrean dos Santos denunciou hoje (5), no plenário da Casa de Leis cuiabana, que os munícipes estão sendo explorados pela concessionária responsável pelo setor de saneamento básico da capital. A Águas Cuiabá substituiu a CAB na prestação de serviços nesse segmento, e conforme exposição indignada do parlamentar, impôs cobranças de taxa de esgoto incompatível à realidade local, o que fere os direitos constitucionais do cidadão e requer ressarcimento, com as devidas correções dos valores pagos a mais, incluindo a sua antecessora, a CAB. "A Águas Cuiabá trata apenas 27% de todo o esgoto coletado na capital, mas cobra 90%. O restante é despejado "in natura" no Rio Cuiabá, contaminando o manancial e toda a bacia hidrográfica. Há um comprometimento sério da região pantaneira por causa disso. Então, é preciso que as autoridades coloquem fim nesse abuso, posto que atinge o orçamento doméstico da sociedade e agride o meio ambiente".

Na oportunidade, Marcrean convidou os vereadores para uma Audiência Pública que será realizada nesta sexta-feira, às 19h30, no CPA III, região Norte, quando a Assembleia Legislativa debaterá com a comunidade esse tema e outros interligados a falhas na prestação de serviços por parte da Águas Cuiabá. "A CAB, pelo que se vê, só mudou o nome para Águas Cuiabá, pois a situação permanece a mesma, crítica sob todos os pontos. Há descontentamento geral em relação às cobranças de taxas e à deficiência dos serviços de saneamento isto é, quando acontecem. A concessionária Águas Cuiabá não tem o menor compromisso com a população cuiabana, sequer a respeita. O povo é extorquido abertamente e paga por algo que não acontece, de fato. Ou é justo bancar 90% dos custos de um tratamento fantasma de esgoto? Os percentuais dos serviços efetivamente prestados nesse segmento estão muito distantes disso".

"A LAGOA ENCANTADA (CPA III) SÓ TEM NOME DE "ENCANTADA", MAS DEVERIA SE CHAMAR É LAGOA DA FEDENTINA, TÃO INSUPORTÁVEL É A CARNIÇA QUE ALI ACONTECE EM CERTOS HORÁRIOS. E SE A TEMPERATURA ESTÁ MAIS QUENTE, FICA DIFÍCIL PARA ALGUÉM TER APETITE PARA ALMOÇAR OU JANTAR. A ÁGUAS CUIABÁ TRANSFORMOU ESSA LAGOA NUM DEPÓSITO DE DEJETOS CARNICEIROS"

Como se não bastasse essa imposição absurda, ressaltou o deputado Marcrean dos Santos, a Águas Cuiabá ainda tem acionado judicialmente os munícipes que não conseguem pagar tais cobranças. "A concessionária já sujou o nome de milhares de pessoas no Serasa, SPC e com ações de cobrança judicial. É que ninguém consegue arcar com os valores exorbitantes impostos nas taxas mensais. Tem gente aí pagando por água que não consome, pois os hidrômetros registram apenas vento. A água nunca chega, mas as contas são pontuais, estão sempre lá, nas datas previstas. Então, é preciso que a população se una à bandeira de luta dos parlamentares estaduais, com apoio dos nobres vereadores locais, para dar um basta a tanto oportunismo desonesto. O Ministério Público, via ação coletiva da AL, será acionado para que a Águas Cuiabá sinta o peso da Justiça e repense seus métodos operacionais e administrativos. A "Lagoa Encantada", no CPA III, nada mais é do que um depósito de esgoto de toda espécie, que repugna as comunidades adjacentes. Ninguém consegue respirar direito ali em determinados horários".

Segundo o deputado, enquanto a antiga Sanecap arrecadava mensalmente R$ 7 milhões de reais, a Águas Cuiabá arrecada no mesmo período R$ 20 milhões. "A destinação desses valores não está à vista da população. Onde estão as unidades de tratamento de água (ETA) e esgoto (ETE) prometidas? As cláusulas contratuais, de universalização do sistema de abastecimento de água e esgoto, ainda não foram cumpridas. A CAB e a Águas Cuiabá, que representam uma única empresa, só mudaram o nome, somente universalizaram cobranças milionárias aos munícipes. Cabe agora cobrarmos medidas efetivas para que essa prática incompatível aos serviços que diz prestar não tenha sequência e prejudique ainda mais a população".
 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114