» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Sábado, 15 de setembro de 2018, 14h42

Pinheiro anuncia aporte do governo federal para agilizar as obras do novo Pronto Socorro


As audiências que o prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde Huark Douglas Correia tiveram com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi e com o ministro-chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, além de encontros com o próprio presidente da República, Michel Temer, nos últimos 45 dias em Brasília resultaram em um grande benefício para a população mato-grossense. O governo federal destinou um recurso na ordem de R$ 100 milhões para Cuiabá. Esse dinheiro será utilizado para o término das obras do novo Pronto Socorro e aquisição de equipamentos.

Em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira (14) na sede da Prefeitura de Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro anunciou oficialmente a vinda desses recursos e que esse benefício só foi possível graças ao trabalho e empenho do ministro Blairo Maggi e do senador Wellington Fagundes.

O prefeito contou que Blairo Maggi o comunicou sobre o programa “Chave de Ouro” do presidente Michel Temer, que tem o objetivo de aportar recursos para a conclusão de obras de impacto para as cidades. Tanto o prefeito, quanto o ministro acharam que seria essencial para acelerar as obras do novo Pronto Socorro de Cuiabá. A partir de então começaram os trâmites legais para o cadastramento no programa, o que foi feito em tempo recorde com o empenho da equipe da Secretaria Municipal de Saúde. Com a documentação correta, Emanuel Pinheiro teve a sinalização positiva do presidente Michel Temer de que Cuiabá será uma das cidades contempladas com o aporte.

“Esta era uma oportunidade única e a agarramos com unhas e dentes. Com a vinda destes R$ 100 milhões conseguiremos entregar o novo Pronto Socorro em dezembro deste ano. Usaremos R$ 30 milhões para a conclusão das obras físicas e os R$ 70 milhões restantes para equipar todo o Pronto Socorro. A obra física será entregue em 30 de novembro e a inauguração da unidade será feita na data em que o presidente Temer escolher no mês de dezembro, pois ele estará presente para entregar esta grande obra para a população do estado”, contou o prefeito.

Emanuel explicou ainda o que será feito com os R$ 82 milhões do convênio assinado com o governo do Estado, oriundos da bancada federal. “Destes recursos usaremos R$ 12 milhões para completar a aquisição dos equipamentos do novo Pronto Socorro e os outros R$ 70 milhões serão usados para o custeio da nova unidade hospitalar e do Pronto Socorro atual, que será transformado em Hospital materno-infantil e leitos de retaguarda”, revelou.

 

Visita da equipe técnica do governo

No dia anterior à coletiva (13), o secretário Huark Correia, o secretário adjunto de Gestão, Flávio Taques e o secretário municipal de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues, receberam o secretário adjunto de Relações Institucionais do governo federal, Raimundo Ribeiro e o assessor da secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Sérgio Luiz da Costa para uma visita técnica às obras do novo Pronto Socorro, para avalizar estes recursos que o Governo vai disponibilizar para o município.

Ribeiro revelou que veio a Cuiabá a pedido do presidente Michel Temer e do ministro-chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun. Ele disse que o objetivo da visita era saber se até o final do ano seria possível que a unidade hospitalar tivesse alguma funcionalidade, mesmo que a implantação fosse gradativa, para começar a atender o público.

O secretário Huark disse que o fator limitante para terminar a obra ainda este ano era o financeiro. Com a sinalização deste aporte do governo federal, o consórcio responsável pela construção do novo Pronto Socorro foi acionado e os diretores se prontificaram a estabelecer um cronograma de entrega com prazo antes do final do ano para já colocar os equipamentos e o PS ter funcionalidade. “A ideia é colocarmos o novo PS para funcionar até o fim do ano. O Pronto Socorro atual entrará em reforma para virar um hospital mais direcionado para o segmento materno-infantil. Essa é a proposta que o município fez para a União, para podermos abrir as portas do novo PS e fazer um atendimento com mais qualidade ao cidadão cuiabano e de todo o estado de Mato Grosso”, explicou Huark. O secretário revelou ainda que, com este aporte, até o fim do ano será possível colocar para funcionar a parte de emergência, a parte de internação dos leitos de enfermaria e a maioria dos leitos de UTI, além do centro cirúrgico.

Os dois representantes do Governo ficaram bastante impressionados e entusiasmados com o tamanho e a qualidade da obra. “Esta é a primeira vez que venho a Cuiabá. Estão todos de parabéns, pois é uma obra espetacular. Confesso que estou impressionado com o padrão de qualidade. Disse ao secretário que o paciente que for atendido aqui, num ambiente como esse, já tem 20% da sua cura garantida. Isso é importante, existem pesquisas já feitas que comprovam que o paciente quando chega num ambiente bonito e acolhedor, se sente melhor. Parabéns ao prefeito Emanuel, ao secretário Huark e à comunidade que vai receber um hospital deste porte”, elogiou Raimundo Ribeiro.

O assessor da secretaria de Atenção à Saúde disse que esta é sua segunda visita à obra e que o avanço e a evolução são perceptíveis desde a primeira vez que veio, no início de 2017. “Acredito que há a possibilidade de colocar em operação, em um curto espaço de tempo, um serviço de referência para todo o estado”, disse Sérgio Costa.

Para que isto seja possível, Costa pediu ao secretário de Saúde que mande para Brasília na próxima semana uma equipe com foco nos equipamentos e na obra para discutir junto com a equipe do Governo e agilizar a resposta dos questionamentos que surgirem durante a análise do projeto. “Já está acertado com o coordenador de atenção hospitalar do Ministério da Saúde para que ele e sua equipe recebam vocês para resolverem essas questões, pois são cerca de 6 mil itens só dos equipamentos. Precisamos encurtar esse tempo de resposta. As propostas já foram apresentadas no Ministério da Saúde. As adequações já serão feitas na hora, com as equipes juntas”, explicou. O secretário Huark aceitou prontamente o pedido do assessor, justificando que esta é uma prioridade para a saúde do município.

O secretário adjunto de Gestão, Flávio Taques, disse que já tem uma equipe pronta para ser enviada para Brasília para sanar todas as dúvidas que os representantes do Governo tiverem para o fechamento deste convênio. “A maior parte deste recurso será utilizada para o pagamento dos equipamentos, que estão em processo licitatório. A licitação está dividida em vários editais que já estão na praça, via pregão eletrônico. Os lotes contemplam quase 11 mil itens, que serão usados para equipar todo o novo Pronto Socorro, desde os equipamentos mais complexos, até o mobiliário”, finalizou Taques.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114