» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Terça, 09 de outubro de 2018, 13h04

SBOT-MT e parceiros lançam Projeto Casa Segura


Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) uma das maiores causas de acidentes e fraturas de idosos no Brasil são as quedas, cerca de 30% das pessoas com mais de 65 anos já sofreram algum tipo de queda ou acidente causado por escorregões e tropeços.

No meio médico é grande a preocupação com os problemas de saúde decorrentes da idade, pois estes representam grande repercussão social e econômica. A recuperação física nesta etapa da vida é mais difícil e durante a convalescença o idoso fica sujeito a desenvolver outras doenças.

A Associação Médica Brasileira (AMB) estima que 50% da população com mais de 65 anos cai anualmente e 70% dessas quedas ocorrem dentro de casa. "O avanço da idade provoca mudanças muito significativas que alteram as respostas do organismo em situações de desequilíbrio e por isso, o risco de queda aumenta. As estatísticas comprovam a gravidade do problema", destaca o presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Regional de Mato Grosso (SBOT-MT), Dr. Márcio Augusto Ramos Mendes.

Preocupados em esse índice, a SBOT-MT, juntamente com a Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso (CAU-MT), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (CREA-MT) e Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia de Mato Grosso (SBGG-MT), inicia o Projeto Casa Segura, visando discutir a melhor estratégia e estabelecer um programa estadual educativo de prevenção de quedas acidentais, garantindo aos idosos ambientes seguros e apropriados, com padrões de mobilidade, implementação de programas de prevenção de quedas e eliminação de riscos nos lares.

O conceito da Casa Segura interessa diretamente a esses brasileiros, com idade superior a 65 anos, indiretamente a todos que de alguma forma estão envolvidos com essa parcela da população, mas é indicado para qualquer faixa etária.

Uma cartilha com planos para uma melhor segurança dos idosos em um ambiente residencial e também em casas de repouso está sendo elaborada e por meio dela a ideia será disseminada. há ainda a elaboração de uma cartilha que prepara os vendedores de casas de materiais de construção a orientar os consumidores na hora da reforma de casa.

O projeto será lançado durante o Fórum do Idoso, que acontecerá no dia 10 de novembro, no auditório da Fecomércio-MT. No mesmo evento, um módulo itinerante com um ambiente como quarto e banheiro adaptados aos idosos será apresentado. O módulo demonstrará a importância do aparato de segurança que vise uma melhor qualidade de vida aos idosos, sendo que essa estrutura poderá ser visitada pelo público e deverá percorrer eventos, shoppings e órgãos públicos.

A SBOT-MT busca conscientizar e alertar a população que as quedas e lesões geram fraturas, internação e até mesmo o falecimento e constituem um problema de saúde pública de grande impacto social. "Uma queda, por mais banal que possa parecer, traz consequências graves em diversos aspectos da vida do idoso: de saúde, financeiro, social e familiar. Pensando nisso tudo, achamos que é fundamental estabelecer esse programa de prevenção de quedas acidentais, em especial para idosos", finaliza o presidente.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114