» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Quarta, 10 de outubro de 2018, 12h12

Vereador avalia que população mandou recado a classe política


O vereador por Cuiabá e presidente municipal do PV, Delegado Marcos Veloso ao avaliar as eleições estaduais, nesta terça-feira (9), ressaltou que a população mandou um recado aos políticos, de que não será a força da estrutura que fará a diferença nas eleições.

“As urnas falam mais alto e elas deram seu recado. Estamos a dois anos do pleito eleitoral municipal e o que vai colocar alguém num cargo eletivo, não será a força política ou estrutural, mas sim a sua conduta, comportamento e postura. Política não só de mãos limpas, mas também de atitudes limpas”, analisou Marcos Veloso.

O parlamentar exemplificou com a renovação da Assembleia Legislativa, onde 14 nomes novos irão assumir as 24 cadeiras no próximo pleito. Nesse grupo, dois deles foram eleitos pelo PV. São eles, o ex-vereador por Cuiabá, Faissal Calil e o médico pediatra Dr. Gimenez.

“O Partido Verde entrou na renovação da Assembleia Legislativa, com Faissal e o Dr. Gimenez. Entramos num novo tempo da política deste país, num novo tempo da política de Mato Grosso. Nosso partido tem muito a contribuir com esse momento”, ressaltou Marcos Veloso.

Segundo turno

A respeito do segundo turno da disputa a presidente, Marcos Veloso declarou apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). “Aqui em Mato Grosso teremos 17 razões para irmos de novo as urnas e vamos marchar com muito mais força, garra e empenho, em prol da nossa nação. Não podemos admitir que nossas famílias continuem ameaçadas”, conclamou.

Visita de cortesia

Na oportunidade, Faissal Calil esteve na Câmara de Vereadores. Ele reforçou o compromisso de trabalhar pelo município, se colocando a disposição dos parlamentares. Faissal usou a tribuna a convite de Marcos Veloso, um de seus apoiadores.

“Meu nome a partir de agora é trabalho e quero contribuir com minha cidade, com meu Estado. Coloco-me a disposição dos vereadores e saibam que sempre serão respeitados em meu gabinete. Vocês fazem parte da minha vida, aprendi muito aqui e com essa experiência pude galgar o cargo de deputado estadual”, ressaltou Faissal. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114