» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Quarta, 14 de novembro de 2018, 11h12

Prefeitura e CDL estreitam diálogo e avançam rumo ao fortalecimento do comércio local


Segurança, readequações urbanas e fiscalização. Estes foram alguns dos principais temas debatidos durante reunião do prefeito, Emanuel Pinheiro, com empresários da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), na noite de segunda-feira (12). Ao longo do encontro, acompanhado por secretários municipais e pelo deputado federal recém-eleito, Emanuel Pinheiro da Silva Primo, as demandas do setor tiveram encaminhamento, sendo algumas, atendidas de pronto.

No centro da discussão a ocupação das ruas, majoritariamente da região central, por vendedores ambulantes ganhou destaque. De acordo com o presidente da Câmara, Nelson Soares Júnior, a presença irregular dos camelôs prejudica os estabelecimentos, uma vez que promove concorrência desleal e causa sensação de insegurança entre os comerciantes. “Tem casos em que eles chegam a usar a frente das vitrines para expor suas mercadorias.”

Diante disso o prefeito se comprometeu a fortalecer as ações do poder público na região, especialmente nos dois últimos meses do anos, quando o movimento se intensifica por conta das vendas de Natal. Junto ao secretário de Ordem Pública, Leovaldo Sales, o prefeito lembrou que parte da resolução deste problema foge do alcance do Município, porque envolve a atuação de órgãos como a Secretaria de Estado de Segurança e Polícia Federal.

“Já desenvolvemos uma série de medidas paliativas para reduzir os prejuízos e analisaremos em breve um plano definitivo, desenvolvido pela Secretaria de Ordem Pública. Se eu, como prefeito, não tomar essa atitude, outros órgãos não irão. Então vamos organizar o que cabe a esfera municipal para poder avançar junto às demais autoridades no combate à informalidade”, disse.

Questões como adoção do estacionamento rotativo, já em processo licitatório, e da adequação de calçadas também fizeram parte da discussão, que deve ganhar desdobramentos nas próximas semanas. No primeiro caso, o secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, explicou que o termo de referência para o processo licitatório, suspenso até então, passou por adequações e será lançado novamente na sexta-feira (16), com total transparência.

Ao longo do encontro também houve destaque para iniciativas que vem contribuindo para o desenvolvimento do comércio local. Exemplos disso vêm à tona com a revitalização da Avenida Mato Grosso, que conta agora com mais de 100 vagas de estacionamento. “Queremos também parabenizar o prefeito pela coragem e capacidade de mexer na infraestrutura da cidade, de mudar a cara de Cuiabá. Há muito tempo a sociedade esperava por essa iniciativa”, afirmou Nelson.

Outra ação elogiada foi a decisão de extinguir o ponto facultativo para os dois próximos feriados, por meio do decreto nº 6.846 de 09 de Novembro De 2018. Segundo Emanuel, a paralisação dos trabalhos por seis dias iria atrapalhar a entrega do novo Pronto Socorro de Cuiabá em dezembro. Assim, não haverá expediente nos órgão municipais apenas nos dias 15/11 - Proclamação da República - e 20/11 - Dia Nacional da Consciência Negra.

Na ocasião o deputado eleito, Emanuel Pinheiro da Silva Primo, reforçou apoio ao segmento, colocando-se à disposição para defender suas pautas na Câmara Federal. “Eu venho de um partido de essência trabalhista, o PTB, o que não impede que tenhamos bom senso sobre estas questões. Muitas pessoas enxergam o setor do comércio como um problema, mas pra mim é a solução. O comércio é o coração pulsante de toda a cadeia de produção, e seu fortalecimento só pode beneficiar a todos.”

O prefeito destacou a proximidade que vem mantendo com a CDL desde o início da administração. Diálogo que se estreita a cada reunião e que tem resultado em importantes parcerias. “Um gestor preocupado em se relacionar com os segmentos organizados da sociedade tem que manter esse diálogo. E, para resolver os problemas da população, é necessário ouvir aqueles que estão no centro da questão, para poder entender e solucionar da melhor forma”, finalizou.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114