» mais
Comentar           Imprimir
Cidade
Quarta, 14 de novembro de 2018, 18h52

Unidades escolares de Cuiabá irão repor aulas nos dias 16 e 19 de novembro


A Prefeitura de Cuiabá e a Secretaria Municipal de Educação orientam a população em relação ao feriado nacional de 15 – Dia da Proclamação da República, e 20 de novembro – Dia da Consciência Negra, na rede pública municipal de ensino. Em Cuiabá, algumas unidades de ensino estarão funcionando normalmente na sexta-feira (16) e segunda-feira (19), em razão da reposição de aulas perdidas em consequência da greve dos professores.

O coordenador de Gestão e Legislação, da Diretoria de Ensino, Ângelo Valentim Lena explicou que outras unidades, que não aderiram ao movimento e, portanto não necessitam repor aulas perdidas, estarão cumprindo normalmente o calendário escolar, onde já estavam previstos os feriados e pontos facultativos.

“Os alunos têm direito a 200 dias letivos e os profissionais cumprem 800 horas trabalhadas. Nesse sentido, todos os anos, normalmente nos meses de novembro e dezembro, o Conselho Escolar, composto pelos profissionais da Educação e pais de alunos das escolas, se reúne e define o calendário escolar que vai orientar a distribuição desses 200 dias letivos ao longo do ano”, explicou o coordenador.

No início do ano letivo, os pais são informados desse calendário escolar que fica fixado no mural das unidades escolares e pode ser solicitado a qualquer momento pelos pais ou responsáveis.

Este ano, em razão da paralisação dos professores, algumas unidades que aderiram ao movimento, estão repondo os dias parados. As unidades têm autonomia para definir tanto o calendário escolar como os dias que irão fazer a reposição, que é acompanhada pela Secretaria de Educação de Cuiabá. “Algumas das unidades escolares optaram por repor as aulas perdidas nos sábados, outras nos feriados, por exemplo. Todas essas orientações são repassadas aos pais dos alunos”, ressaltou Angelo Valentim.

Outras unidades, que não aderiram à greve, estão cumprindo normalmente o calendário escolar (definido no ano passado, pelo Conselho Escolar), e não terão aulas nesses dias.

A secretária adjunta de Educação, Edilene Machado, reforçou a orientação aos pais. “Todas as unidades escolares têm autonomia para definir seu calendário anual de atividades. Entretanto, o que não muda é o primeiro e o último dia de aulas, além do recesso do meio do ano, desde que sejam cumpridos os 200 dias letivos. O decreto 6846, publicado no Diário Oficial que circulou na última sexta-feira, suspendendo os pontos facultivos dos dias 16 e 19 de novembro, tem validade para todos os demais setores a exceção das unidades escolares que possuem seu calendário próprio”, destacou Edilene Machado.

A secretária ressaltou a importância do envolvimento dos pais junto com os gestores das unidades, no sentido de cumprirem a reposição das aulas. “Os pais devem observar o cronograma de reposição dessas aulas, para que seus filhos não tenham nenhum prejuízo no conteúdo pedagógico programado. A categoria foi atendida agora é hora dos gestores se mobilizarem junto com os pais para que encaminhem seus filhos às unidades para as aulas de reposição”, salientou Edilene Machado lembrando que os pais devem procurar as unidades educacionais para mais informações.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114