» mais
Comentar           Imprimir
Cuiabá&VG
Sexta, 29 de março de 2019, 06h31

Secex Educação e Meio Ambiente faz inspeção no Postão de VG


A Secretaria de Controle Externo de Saúde e Meio Ambiente do Tribunal de Contas de Mato Grosso inspecionou, na manhã desta quinta-feira (28/03), o funcionamento operacional e a gestão de recursos humanos do Centro de Especialidades Médicas de Várzea Grande, conhecido como Postão. A fiscalização foi desencadeada após denúncia anônima formulada por usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) e encaminhada para a Ouvidoria-Geral do TCE, apontando falta de médicos para atendimento diário dos pacientes.

.

A equipe de fiscalização da Secex de Saúde e Meio Ambiente entrevistou servidores lotados na coordenação da unidade de saúde, verificou a estrutura física, quadro de pessoal, disponibilidade de medicamentos e equipamentos e escala de trabalho da equipe médica. A secretária da Secex de Saúde, Lidiane dos Anjos Bortoluzzi, participou da inspeção e informou sobre a necessidade de solicitar mais informações junto ao Sistema de Regulação da Saúde (Sisreg), plataforma que automatiza as rotinas dos complexos reguladores.
O Postão de Várzea Grande costuma ter, em média, nove mil atendimentos, por meio de encaminhamentos e agendamentos. Além do corpo médico especializado, profissionais de saúde como enfermeiros, técnicos de enfermagem, radiologistas, laboratoristas, gesseiro e bioquímicos reforçam a equipe de saúde, prestando os atendimentos e cumprindo os encaminhamentos enviados das unidades básicas de saúde.

Escalas médicas

O Pleno do Tribunal de Contas aprovou um amplo levantamento realizado pela Secex de Saúde e Meio Ambiente em que foi avaliada a transparência das escalas médicas nos postos de saúde. O relator do processo, conselheiro substituto Luiz Carlos Pereira, determinou a todos os prefeitos de Mato Grosso que adotem providências quanto à instalação de quadros, em locais visíveis de todas as Unidades da Atenção Básica, informando ao usuário do serviço público de saúde, de forma clara e objetiva, a escala médica diária.

As informações também devem constar no Portal Transparência com link específico e de fácil acesso para a consulta de informações relativas aos profissionais lotados em cada posto de saúde, com os horários em que prestam atendimento. A decisão do conselheiro relator foi aprovada por unanimidade na sessão ordinária do Pleno de terça-feira, 26/03.

Nos quadros de aviso das unidades de saúde devem constar os nomes completos dos médicos, do responsável, o número de registro no órgão profissional, sua especialidade e os horários de início e término da jornada de trabalho. O acompanhamento será feito pela Secretaria de Controle Externo de Saúde e Meio Ambiente do Tribunal de Contas, responsável pelo levantamento realizado em dezembro do ano passado.

Foi criado pela Secex um endereço eletrônico (saude_controle@tce.mt.gov.br) por onde os gestores devem encaminhar, até o último dia útil dos meses de junho, setembro e dezembro de 2019, a comprovação da disponibilização atualizada da escala médica das Unidades Básicas e Centros de Saúde do município, acompanhada de parecer simplificado do Controle Interno.

As determinações serão monitoradas pela unidade técnica de fiscalização do TCE e previstas no Plano Anual de Fiscalização (PAF/2019), com a emissão de relatório semestral quanto ao cumprimento da decisão por parte dos gestores dos 141 municípios. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114