» mais
Comentar           Imprimir
Cuiabá&VG
Sábado, 04 de maio de 2019, 10h36

Estudo aponta crescimento de 20% na violência no trânsito da capital em 2018


.

O Comitê Municipal de Mobilização pela Saúde, Segurança e Paz no Trânsito (CMSPT) que é composto por representantes das Secretarias Municipais de Saúde, Mobilidade Urbana e Educação divulgou o boletim do Programa Vida no Trânsito (PVT), referente ao segundo semestre de 2018, em Cuiabá. O Programa Vida no Trânsito (PVT) é uma iniciativa do Ministério da Saúde (MS) em cooperação técnica com a Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) e as secretarias municipais e estaduais de saúde, e vem sendo desenvolvido desde 2012 em todas as capitais do país com o objetivo de subsidiar os gestores no fortalecimento de políticas de prevenção de lesões e mortes no trânsito.

No ano de 2018, foram registrados 104 acidentes de trânsito com mortes nas vias públicas de Cuiabá, totalizando 108 vítimas fatais. Entre os anos de 2015 e 2017, houve uma redução do número de acidentes fatais em Cuiabá, entretanto, em 2018, destacou-se um crescimento de 20% na violência no trânsito da Capital, cujo impacto no período 2015/2018 resultou num aumento de 10,2% de óbitos por acidentes de trânsito.

No que tange às vítimas os residentes em Cuiabá se destacaram, salientando que em 2018 houve um aumento de acidentes ocorridos em Cuiabá envolvendo residentes do município de Várzea Grande, aproximadamente quatro vezes mais que no ano de 2017. Quanto ao perfil do acidentado, do total de casos, 86,1% são homens de 18 a 35 anos correspondendo à metade das vítimas fatais. A maioria dos acidentes fatais ocorreu aos sábados e domingos à noite. No período analisado, a maior incidência de vítimas foi em motociclistas, com predomínio de acidentes do tipo colisão. Em mais da metade das vítimas, o óbito ocorreu no local do acidente.

Do total de acidentes, aproximadamente 83,0% ocorreram no perímetro urbano da Capital, em “vias expressas”, sendo, no período analisado, o excesso de velocidade o fator de risco que mais contribuiu para os acidentes fatais em Cuiabá, seguido por condução sob efeito de álcool. A conduta de risco mais frequente foi a falta de habilitação.

De acordo com dados do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS) que autoriza as internações pelo SUS, em 2018 o município de Cuiabá registrou 2.985 internações por acidentes de trânsito, gerando um gasto de mais de R$ 4 milhões aos cofres públicos. Os acidentes envolvendo motociclistas predominaram no total de internações das quais 76,1% ocorreram no Hospital Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC), serviço de referência em urgência e emergência da Capital para todo o Estado.

O aumento no número de óbitos registrados no último ano em Cuiabá demonstra a importância do Comitê Municipal de Mobilização pela Saúde, Segurança e Paz no Trânsito, criado por meio de decreto municipal em 2017, como espaço de discussão com todos os órgãos, instituições e sociedade civil organizada envolvido com o tema, para definir e fortalecer estratégias de enfrentamento da violência no trânsito através de ações integradas e intersetoriais.

 

As informações sobre os acidentes de trânsito com vítimas fatais ocorridos no município de Cuiabá em 2018 foram produzidas pela Comissão de Coleta, Análise de Dados e Gestão da Informação de Acidentes de Trânsito de Cuiabá vinculada ao PVT, através da integração dos bancos de dados da Saúde e da Polícia. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114