» mais
Comentar           Imprimir
Economia
Terça, 14 de novembro de 2017, 20h03

Estudo coloca em dúvida função social e ambiental das hidrelétricas da Amazônia


Nesta quarta-feira 15/11, a partir de 12h (horário de Bonn), será apresentado, na COP 23, o estudo inédito "Hidrelétricas e projetos de MDL na Amazônia brasileira: ludibriando investidores e trapaceando a atmosfera?".

A pesquisa lança dúvidas sobre os benefícios sociais, ambientais e econômicos dos projetos registrados sob o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) e questiona sua capacidade de gerar reduções de emissões de gases de efeito estufa de modo real, mensurável e confiável.

As hidrelétricas brasileiras da Amazônia Legal e suas irregularidades estão no centro da investigação. O trabalho, realizado por seis expressivas instituições da sociedade civil, baseia-se na análise de processos judiciais, artigos de imprensa e documentários.

O estudo é assinado por Bolsa de Valores Ambientais do Rio de Janeiro (BVRio), Environmental Defense Fund (EDF), Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Instituto Centro de Vida (ICV), Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) e Instituto Socioambiental (ISA), com apoio do Instituto Clima e Sociedade (ICS).

Serviço:

O quê: lançamento do estudo "Hidrelétricas e projetos de MDL na Amazônia brasileira: ludibriando investidores e trapaceando a atmosfera?"
Onde: Boon Zone – Meeting Room 11
Quando: 15 de novembro
Horário: 12h – 13h (das 9h às 10h, em Brasília)


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114