Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Economia
Segunda, 11 de junho de 2018, 15h43

Três apostas dividem prêmio principal do Dia de Sorte


.

O concurso número 9 do Dia de Sorte premiou, na faixa principal, três apostas. Uma delas foi feita na lotérica Nova Real (Rua Nelly Pelegrino, 644, Nova Gerty), em São Caetano do Sul (SP). Outra foi adquirida na Lotérica do Shopping, que fica dentro do Shopping Campo Grande, na capital do Mato Grosso do Sul. A terceira foi na Lotesorte Independência, localizada no Montes Claros Shopping, na cidade mineira de mesmo nome. Cada uma terá o direito de retirar R$ 550.090,55.

Na segunda faixa de premiação, 236 apostas acertaram seis dias e levarão, cada uma, R$ R$ 1.566,56. Já 7.904 apostas fizeram 5 pontos e levarão o prêmio fixo de R$ 20,00. Outras 98.858 apostas fizeram 4 pontos e terão o direito de sacar o valor fixo de R$ 4,00.

A modalidade também premia quem acerta o Mês da Sorte. Neste sorteio, o mês foi o de janeiro. 297.537 apostas acertaram e receberão R$ 2,00 cada uma.

O próximo sorteio será realizado nesta terça-feira (12), no Caminhão da Sorte, que está em Pelotas (RS). A previsão para o prêmio principal é de R$ 500.000,00.

Como jogar
Para jogar no Dia de Sorte, basta marcar de 7 a 15 números dentre os 31 disponíveis e escolher um mês da sorte. A cada concurso, são sorteados sete números e um mês da sorte. Ganha o bilhete que tiver de quatro a sete acertos dos sete números sorteados. Se acertar o mês da sorte, o apostador também ganha. Os sorteios do Dia de Sorte são realizados três vezes por semana (terças-feiras, quintas-feiras e sábados). O preço da aposta simples, com sete números, é R$ 2.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114