» mais
Comentar           Imprimir
Economia
Quinta, 09 de dezembro de 2010, 09h19

Governador lança pedra fundamental de fábrica de cimentos


Foto: Edson Rodrigues

O desenvolvimento sustentável de Mato Grosso, aliado a forte política de incentivos fiscais praticada pelo Governo do Estado nos últimos anos, atrai cada vez mais investimentos que aceleram o crescimento econômico do Estado. O lançamento da pedra fundamental da unidade Cuiabá da Votorantim Cimentos, nesta quarta-feira (08.12), no Distrito de Aguaçu, é a comprovação do sucesso desta combinação por qual passa a região Centro-Oeste, em especial Mato Grosso. O governador Silval Barbosa e o presidente da empresa, Walter Schalka, descerraram a placa de lançamento da nova unidade na qual serão investidos R$ 390 milhões e vai estar em operação a partir de agosto de 2012. “Em setembro esperamos estar produzindo a primeira tonelada de cimento”, disse o presidente da empresa durante a solenidade.

O governador Silval Barbosa destacou que Mato Grosso já consome 1,6 milhão de toneladas de cimento, 300 mil toneladas a mais do que é produzido pela unidade de Nobres. “O lançamento desta unidade é o sinal claro do desenvolvimento, da capacidade e das oportunidades que temos em Mato Grosso. Eu acredito que no período de construção, pela tendência de crescimento do Estado, quando esta planta entrar em funcionamento vai estar, certamente, quase na capacidade de consumo de cimento do Estado de Mato Grosso. É o que esperamos, pelo ritmo de crescimento, pelas obras de infraestrutura que estão sendo viabilizadas, pela logística do Estado e pelas obras da Agecopa, obras do Governo Federal e pelas obras da iniciativa privada. Mato Grosso é um Estado que está em franco desenvolvimento”, enfatiza o governador.

O presidente da empresa, Walter Schalka, informa que a unidade de Nobres recentemente aumentou sua capacidade e atualmente produz 1,3 milhão de toneladas/ano de cimento e com a Unidade de Cuiabá, com mais 1,2 milhão de toneladas/ano, a Votorantim vai dobrar a sua capacidade. Este investimento que a empresa faz é fruto de um mapeamento que a empresa realiza em todo o Brasil para saber as regiões de maior crescimento. Nos últimos anos foi detectado que Mato Grosso vem passando por um crescimento constante, com obras de infraestrutura, construção de moradia popular. “Mato Grosso, proporcionalmente, é o Estado que mais cresce”. Para se ter ideia da importância desta fábrica, entre 2007 08 faltou cimento no mercado cuiabano. Em consumo absoluto a região Sudeste do país é maior.

O cimento, por ser um produto barato, a sua produção tem de ser descentralizada para poder abastecer o mercado. Dependendo da distância o transporte acaba sendo mais caro que o produto. E a nova unidade vai proporcionar ao mercado uma garantia de abastecimento. A Votorantim já está em Mato Grosso, com sua unidade em Nobres, há mais de 20 anos. O presidente disse que a estratégia, a partir da inauguração da unidade Cuiabá, será: a Unidade de Nobres vai abastecer o mercado da região norte, enquanto a de Cuiabá, vai abastecer a Capital e a região Sul de Mato Grosso.

Por conta da política de trabalhar com a mão de obra da região, a Votorantim, em parceria com o Senai, já está treinando a mão de obra que vai trabalhar durante a construção das obras civis, que deve começar em fevereiro/março, assim que o serviço de terraplenagem terminar. Neste período de construção, serão gerados – no pico – até 1.200 empregos diretos. Quando a unidade estiver funcionando serão entre 400 e 600 empregos diretos e indiretos. Assim que as obras iniciarem vai começar o segundo estágio de preparação da mão de obra.

“Eu, como governador, fico muito feliz de vir aqui e sermos parceiros da Votorantim. Nós trouxemos esta fábrica através da política fiscal e vamos dar todo apoio para que ela esteja funcionando dentro do cronograma. Essa nova unidade vai gerar riquezas para o Estado e, acima de tudo, gerar oportunidades no mercado de trabalho”, disse.

Foto: Edson Rodrigues

Segundo o presidente Schalka, a construção da nova fábrica da Votorantim em Cuiabá está dentro do projeto do grupo Votorantim em atender a crescente demanda, da descentralização e interiorização do consumo de cimento do País. A empresa vai investir até o final de 2013, R$ 5 bilhões na construção de 22 novas fábricas, o que demonstra confiança no crescimento do Estado e do País.

Durante a apresentação, ele destacou que a Votorantim Cimentos desenvolve programas socioambientais e vai desenvolver os programas O Futuro em suas Mãos, para formação de mão de obra e o programa Evoluir, que trabalha na formação de jovens profissionais como técnicos em manutenção industrial para operação da fábrica. Muitas destas pessoas vão ser treinadas em outras unidades, espalhadas pelo País.

A unidade Cuiabá vai ocupar uma área total de 1.800 hectares. Dentro dela uma numa área de 1080 m² serão construídos 30 mil m² de obras civis, que começa em fevereiro. Ao todo a empresa possui cerca de 40 unidades de produção de cimento, agregados e argamassas, considerando ainda 70 centros de distribuição e 90 centrais de concreto no País. Comercializa mais de 40 produtos, com destaque para as marcas Votoran, Itaú, Poty, Tocantins, Aratu, Votomassa, Matrix e Engemix.

Estiveram presentes no ato de lançamento, o secretário Pedro Nadaf, da Sicme, o cel. Antônio de Moraes, chefe da Casa Militar; Carlos Brito, diretor da Agecopa, o secretário Municipal Dilemário Alencar, e no ato representando o prefeito de Cuiabá; o vereador Deucimar Silva, presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, lideranças comunitárias dos distritos de Aguaçu e Guia.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114