» mais
Comentar           Imprimir
Economia
Quinta, 09 de dezembro de 2010, 10h14
Mercado

Votorantim lnaça obra e anuncia valorização da mão de obra local


O governador Silval Barbosa, o presidente da Votorantim Walter Schalka e demais autoridades (Foto: Edson Rodrigues)

Depois de pronta, a Votorantim vai gera 1.200 postos de trabalho e 600 novos empregos diretos em Cuiabá. O presidente da empresa, Walter Schalka, explicou que 85% da mão de obra serão de pessoas que vivem na região. “Apenas 15% virão de outros Estados”. A qualificação será feita em duas etapas. A primeira será para os operários que trabalharão na construção da fábrica e a segunda para aqueles que irão trabalhar na Votorantim. Neste período de construção são gerados mil novos empregos. A inauguração deve acontecer no fim de 2012.

A fábrica instalada entre os distritos da Guia e Aguaçu recebeu incentivos fiscais do Governo do Estado. “Esse apoio é primordial na hora de escolher um Estado para implantar a nova unidade. Fomos muito bem recebidos pelo secretário e recebemos todas as informações necessárias e importantes para a tomada de decisão”, disse.

Com a capacidade de produzir 1,2 milhão de toneladas de cimento por ano, a unidade de Cuiabá irá dobrar o fornecimento de cimento para os Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Atualmente, a empresa tem uma planta em Nobres, a 120 quilômetros de Cuiabá, que produz cerca de 1,3 milhão de toneladas de cimento por ano.

Para Nadaf, mais que o incentivo fiscal, o governo precisa contribuir com a infraestrutura para atrair cada vez mais indústrias para Mato Grosso. Desenvolvimento econômico. Este é o nosso principal objetivo”. O secretário ressalta ainda que, além de novos empregos, a Votorantim também estará, indiretamente qualificando mão de obra para o mercado de construção civil. “Mato Grosso receberá inúmeros benefícios com a chegada de mais uma indústria”, acrescenta.

Com produção estimada em 1,2 milhão de toneladas por ano, a nova fábrica faz parte do projeto da empresa para atender a crescente demanda, descentralização e interiorização do consumo de cimento no Brasil. O investimento será de R$ 390 milhões de investimento. Até o final de 2013 a empresa terá aumentado a capacidade de produção para 42 milhões de toneladas por ano.

Entre as dez maiores players globais de cimento, concreto e agregados, a Votorantim mantém a liderança do mercado no Brasil com 40% de participação. Possui 40 unidades de produção de cimento, agregados, considerando ainda 70 centros de distribuição e 90 centrais de concreto no País. Comercializa mais de 40 produtos com destaque para as marcas Votoran, Itaú, Poty, Tocantins, Aratu, Votomassa, Matrix e Engemix.

A indústria será instalada ao lado de uma jazida de calcário com mais de cem anos de exploração. Walter ressaltou em seu discurso que uma das principais preocupações da empresa é o meio ambiente. “Teremos um Conselho Comunitário que será um canal permanente de comunicação e relacionamento entre a empresa e as lideranças da comunidade”. Dentro deste conselho estão previstas iniciativas que gerem negócios, emprego e renda, contribuindo para o desenvolvimento da região.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114