Cuiabá | MT 17/10/2021
Economia
Sábado, 02 de outubro de 2021, 08h07

Deputada diz que ferrovia é marco histórico para MT e corrige desigualdade logística em Cuiabá


.




A deputada estadual Janaina Riva (MDB) disse na manhã desta segunda-feira (20.09) durante assinatura do contrato de adesão junto à Rumo Logística S/A para a construção, implantação e exploração de 730 quilômetros da primeira ferrovia estadual de Mato Grosso, que Assembleia Legislativa está pronta para trabalhar e dar celeridade nos trâmites que dependem do Poder Legislativo para que não haja óbice e a construção da ferrovia seja efetivada em tempo recorde.

“Essa ferrovia é um marco para Mato Grosso e para o País. A gente ainda não consegue dimensionar o que vai representar em números de empregos que serão viabilizados no nosso estado, mas fora isso, essa ferrovia vem corrigir uma desigualdade com relação à baixada cuiabana, uma região completamente desassistida e sem perspectiva de ter uma ferrovia passando por aqui e que agora deve receber esse complexo logístico que vai mudar a vida da população. A Assembleia está pronta para trabalhar em nas adequações de licenças necessárias para que a ferrovia fique pronta em tempo recorde”, disse.

Segundo informações do governo do estado, a ferrovia vai interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, conectando-se à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP).

Ainda na tarde desta segunda-feira, os depudaos participam dos atos de assinatura nos municípios de Nova Mutum, às 15h, e no município de Lucas do Rio Verde, às 18h. De acordo com Mauro Mendes, a partir do segundo semestre de 2022 já será possível visualizar as obras na região de Rondonópolis e Cuiabá, Rondonópolis e Nova Mutum, Rondonópolis e Lucas do Rio Verde.

“É uma cadeia de investimentos longa que será ativada com a construção da ferrovia, pois além da geração de empregos, contaremos com planejamento, indústria, trilhos e investimentos de mais de R$ 11 bilhões com recursos 100% privados. O papel do governo é fazer o trâmite burocrático dando segurança jurídica para que nos próximos 45 anos, esta empresa possa explorar todos serviços necessários para a implantação da primeira ferrovia estadual”, ressaltou o governador Mauro Mendes.




Busca



Enquete

Quem é o mais culpado pela não conclusão do VLT em Cuiabá?

Mauro Mendes quando prefeito de Cuiabá 2013/2017?
Emanuel Pinheiro quando deputado estadual 2010/2014?
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114