» mais
Comentar           Imprimir
Pesquisa/Tecnologia
Quarta, 17 de maio de 2017, 07h56

Entenda como a pirataria ajudou o WannaCry a se espalhar pelo mundo


Na sexta-feira passada, 12, o mundo inteiro foi atingido pelo ataque WannaCry, que criptografava os dados de computadores e só os liberava mediante pagamento. Ao todo, mais de 200 mil máquinas em mais de 150 países foram afetadas - e um dos motivos para essa propagação massiva foi a pirataria.

Isso é o que sugere a empresa de segurança digital F-Secure, que divulgou no fim de semana uma série de dados sobre o ciberataque. De acordo com a empresa, os dois países mais afetados pelo WannaCry - China e Rússia - também são dois dos países que mais utilizam versões piratas do Windows. Segundo o New York Times, estudos realizados pela Software Alliance em 2016 apontaram que 70% dos computadores chineses usam software não-licenciado; na Rússia, esse número é de 64%.

O que isso tem a ver?

A grande questão é que as versões piratas do Windows não podem instalar as atualizações de segurança que a Microsoft disponibiliza - ou pelo menos não com a mesma agilidade. E o caso do WannaCry mostrou a diferença que isso pode fazer.

O WannaCry explorava uma falha de segurança descoberta (mas não revelada) pela NSA, agência de segurança dos EUA. Quando a NSA foi hackeada pelos Shadow Brokers, em abril, a informação sobre essa falha se espalhou, o que possibilitou o ataque. A Microsoft, sabendo da situação, lançou uma atualização de segurança para todas as versões do Windows que tinham a falha. 

Olhar Digital


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114