» mais
Comentar           Imprimir
Pesquisa/Tecnologia
Segunda, 01 de janeiro de 2018, 07h27

Governo cria Sala de Inovação para atrair investimentos do exterior em pesquisa


O governo brasileiro criou a Sala de Inovação para articular ações para atrair para o Brasil centros e projetos de pesquisa internacionais. Segundo o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Alvaro Prata, a Sala de Inovação é um importante instrumento para atrair investimentos e colocar o país entre os principais produtores de tecnologias avançadas, especialmente relacionadas com a indústria 4.0.

“Queremos ter uma pauta intensa aqui, focada nas grandes e importantes tecnologias do século 21. A indústria 4.0 traz uma série de novas tecnologias que são desenvolvidas em vários lugares do mundo, e o Brasil precisa, cada vez mais, interagir cientificamente, industrialmente e tecnologicamente com outras nações. E, sobretudo, se tornar um país receptivo para essas empresas de tecnologia”, destacou.

De acordo com o Decreto 9.243/2017, publicado na última quarta-feira (20) no Diário Oficial da União, a Sala de Inovação tem como objetivo articular, coordenar e estabelecer diretrizes, além de operacionalizar ações para a atração de centros e projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) estrangeiros para o Brasil.

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) vai atender as empresas estrangeiras interessadas em investir em PD&I no país. Caberá a ela assessorar essas companhias, preparar ofertas customizadas de instrumentos de apoio ao investimento em inovação, além de promover as oportunidades no território nacional por meio da marca “Innovate in Brasil”.

O MCTIC e o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) vão apoiar a Apex-Brasil na orientação e encaminhamento das empresas estrangeiras. “Queremos atuar como agentes facilitadores e promotores desses empreendimentos. Vamos atuar para orientar e facilitar o acesso dessas empresas aos nossos programas, instrumentos e infraestrutura”, destacou Prata.

Comitê Gestor

Também foi instituído o Comitê Gestor, que terá representantes titular e suplente do MCTIC; do Ministério das Relações Exteriores (MRE); do MDIC; da Apex-Brasil; do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A instância terá reuniões trimestrais e poderão ser convocados encontros extraordinários, quando for julgado necessário.

A secretaria-executiva da instância será exercida pela Secretaria de Inovação e Novos Negócios do MDIC e pela Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Setec) do MCTIC, que vão se revezar na posição a cada dois anos.

 

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114