» mais
Comentar           Imprimir
Pesquisa/Tecnologia
Sábado, 06 de janeiro de 2018, 06h36

Cidades do interior de São Paulo e Vale do Paraíba terão sinal analógico desligado


Mais dois agrupamentos de cidades de São Paulo vão desligar totalmente o sinal analógico de televisão no próximo dia 17 de janeiro: Campinas e mais 84 municípios, além de 19 cidades do Vale do Paraíba. Nestas duas regiões, que juntas somam uma população de cerca de 10 milhões de habitantes, a transição para o sistema de TV digital teve início em 29 de novembro de 2017.

Em sua última reunião de 2017, o Grupo de Implantação da TV Digital (Gired) decidiu ampliar o número de municípios que terão o sinal analógico desligado no dia 31 de janeiro de 2018, incluindo os grupos de cidades paulistas das regiões de Franca e de Ribeirão Preto. Inicialmente, o cronograma de desligamento nesta data incluía as capitais da região Sul do país: Curitiba e outros 26 municípios, Florianópolis e seis municípios no entorno, além de Porto Alegre e outras 106 cidades.

Agora, com a Portaria nº 7.432, de 20 de dezembro de 2017, também terão o sinal analógico desligado em 31 de janeiro as cidades de Franca e mais 24 cidades do entorno, além de Ribeirão Preto e outros 19 municípios. Nestas duas regiões, antes do desligamento será realizada uma nova pesquisa para medir o percentual de domicílios que estão preparados para receber o sinal digital na TV aberta. Nesses dois agrupamentos, a população atingida pela mudança é de 2 milhões de habitantes.

A portaria também antecipou de 28 de novembro de 2018 para 14 de agosto de 2018 o desligamento do sinal analógico nos seguintes agrupamentos: Boa Vista e Cantá, em Roraima; Macapá, Mazagão e Santana, no Amapá; Palmas, Porto Nacional e Barrolândia, no Tocantins; Porto Velho e Candeias do Jamari, em Rondônia; Rio Branco, Bujari e Senador Guiomard, no Acre; Cuiabá e mais cinco municípios de Mato Grosso; Campo Grande e outros três municípios de Mato Grosso do Sul.

Balanço

Em 2017, 295 municípios em todo o país tiveram o sinal analógico desligado. Até o mês de dezembro, 139 estudos de viabilidade para implantação das redes LTE e 4G foram aprovados pelo Gired, somando 2.347 novos municípios. No total, em 3.489 municípios, a faixa de 700 MHz (Megahertz) já se encontra desocupada para canais de televisão.

Até o momento mais de 3 mil estações foram licenciadas na faixa de 700 MHz, abarcando mais de 700 municípios no país.

Foram distribuídos 6.791.584 milhões de kits com conversor e antena para recepção do sinal digital, que são destinados às famílias de baixa renda cadastradas em programas sociais do governo federal. Os kits podem ser solicitados pelo telefone 147 ou pelo site www.sejadigital.com.br. Em 2018 serão mais 55 milhões de pessoas alcançadas pela TV Digital.

O sistema digital de TV permite à população receber uma programação com melhor qualidade de imagem e som, sem interferências como chuviscos ou fantasmas. As vantagens do sinal digital incluem ainda a possibilidade de assistir TV em dispositivos móveis; a multiprogramação, que comporta a transmissão de diferentes programações em um mesmo canal; e a possibilidade de interatividade por meio do Ginga, o middleware nacional para a troca de dados diretamente pelo televisor.

Veja a relação de cidades que fazem parte dos agrupamentos no interior de São Paulo

Agrupamento de Campinas

Aguaí, Águas da Prata, Águas de São Pedro, Alumínio, Americana, Amparo, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Araras, Artur Nogueira, Boituva, Cabreúva, Campinas, Campo Limpo Paulista, Capela do Alto, Capivari, Cerquilho, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Cosmópolis, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Iperó, Ipeúna, Iracemápolis, Itapira, Itatiba, Itobi, Itu, Itupeva, Jaguariúna, Jarinu, Jumirim, Jundiaí, Leme, Limeira, Louveira, Mairinque, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Mombuca, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Piedade, Piracicaba, Pirassununga, Porto Feliz, Porto Ferreira, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Salto, Salto de Pirapora, Santa Bárbara D'Oeste, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra, Santa Rita do Passa Quatro, Santo Antônio de Posse, São João da Boa Vista, São Pedro, São Roque, Serra Negra, Socorro, Sorocaba, Sumaré, Tambaú, Tapiraí, Tatuí, Tietê, Torrinha, Valinhos, Vargem Grande do Sul, Várzea Paulista, Vinhedo e Votorantim.

Agrupamento do Vale do Paraíba

Aparecida, Atibaia, Bragança Paulista, Caçapava, Cachoeira Paulista, Campos do Jordão, Canas, Cruzeiro, Guaratinguetá, Igaratá, Jacareí, Lorena, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Roseira, São José dos Campos, Taubaté e Tremembé.

Agrupamento de Franca

Aramina, Barretos, Batatais, Buritizal, Colina, Colômbia, Cristais Paulista, Franca, Guaíra, Guará, Igarapava, Ipuã, Itirapuã, Ituverava, Jaborandi, Jeriquara, Miguelópolis, Nuporanga, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, São Joaquim da Barra e São José da Bela Vista.

Agrupamento de Ribeirão Preto

Altinópolis, Barrinha, Brodowski, Cravinhos, Jaboticabal, Jardinópolis, Luís Antônio, Morro Agudo, Orlândia, Pitangueiras, Pontal, Ribeirão Preto, Sales Oliveira, Santa Cruz da Esperança, Santo Antônio da Alegria, São Simão, Serra Azul, Serrana, Sertãozinho e Taquaral.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114