» mais
Comentar           Imprimir
Pesquisa/Tecnologia
Terça, 09 de janeiro de 2018, 16h23

Clima é desfavorável à colheita da soja em grande parte do BR


ClimaTempo

Áreas de instabilidade continuam bastante ativas sobre grande parte da região central do Brasil, onde o dia será de chuva a qualquer hora em grande parte das regiões produtoras dos estados de Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná e partes do Pará e do Tocantins. Essas chuvas irão manter as condições desfavoráveis a qualquer tipo de trabalho no campo, sejam elas pulverizações e/ou a colheita da soja e posterior plantio das culturas de segunda safra. Mas, a partir dessa quarta-feira, o tempo voltará a abrir em grande parte desses estados, e o produtor já deve conseguir ir a campo para realizar os trabalhos necessários. Entretanto, deve-se salientar que não haverá uma ausência total de chuva, elas apenas voltarão a ocorrer na forma de pancadas irregulares.

 

Essa condição para pancadas mais irregulares deverá persistir até o final da semana, quando uma nova frente fria estará passando pela região Sudeste e deixará o tempo novamente instável e com previsão de chuva a qualquer hora do dia. Somente a partir do dia 18 é que a chuva deve dar trégua mais acentuada e, com isso, permitir que os trabalhos de colheita e tratos culturais ocorram sem grandes transtornos.

 

Na região do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, apesar da ausência de chuva nessa terça e quarta-feira, principalmente nas regiões oeste da Bahia, sul do Piauí e norte de Minas Gerais, os mapas de previsão indicam chuva mais generalizada no final de semana e principalmente no começo da próxima, possibilitando uma elevação e manutenção da umidade do solo, o que irá garantir excelentes condições ao desenvolvimento das lavouras e também o plantio do algodão.

 

No Sul, o dia será marcado por pancadas de chuva em grande parte de Santa Catarina e do Paraná e também no Mato Grosso do Sul. Com isso, as condições se manterão favoráveis ao desenvolvimento das lavouras. Somente no Rio Grande do Sul é que essa terça-feira será de tempo aberto e sem previsões para chuva. Mas a boa noticia é que a partir dessa quarta-feira as chuvas devem retornar ao estado e elevar os níveis de umidade do solo, garantindo condições muito boas ao desenvolvimento das lavouras. A previsão é de que o tempo se mantenha instável ao longo desses próximos 10 dias em grande parte da região Sul, incluindo o sul do Mato Grosso do Sul, o que irá manter as condições favoráveis ao desenvolvimento das lavouras.

 

Situação na Argentina

Ao contrário do que tem circulado em diversos sites e nas redes sociais de todo o Brasil, as condições não estão desesperadoras na Argentina e muito menos do Paraguai. Em ambos os países, incluindo também o estado do Rio Grande do Sul, a ausência de chuva realmente tem dado certa preocupação aos produtores e em especial ao mercado. Contudo, os mapas de previsão indicam o retorno das chuvas para todo o Cone Sul já nesta quinta-feira (11), e os volumes previstos devem ultrapassar os 40 mm somente nesta semana. Além disso, há previsão de mais chuva para a semana que vem. Com isso, as condições voltam a ficar extremamente favoráveis ao desenvolvimento das lavouras.

 

Tanto na Argentina quanto no Rio Grande do Sul, o mês de janeiro não é o mais crítico, mas sim o de fevereiro, pois durante ele é que ocorrerá a maior porcentagem de lavouras em fase de florescimento e principalmente de granação. Os modelos de previsão sinalizam chuvas regulares e em bons volumes em todo o Cone Sul (Região Sul, Mato Grosso do Sul, Argentina, Paraguai e Uruguai). Com isso, a tendência é ainda de uma safra cheia em toda essa região. A única coisa boa nisso tudo é a oportunidade que os produtores estão tendo de realizar bons negócios, já que às vezes os preços das commodities sobem um pouco.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114