» mais
Comentar           Imprimir
Política MT
Quinta, 09 de novembro de 2017, 10h17

Barra do Garças pode ter curso de medicina da UFMT


O deputado Adalto de Freitas (SD) está buscando pleitear para o município de Barra do Garças (521 km de Cuiabá) a instalação do curso de medicina no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Com a intenção de fomentar o crescimento do setor educacional, solicitou a assessoria de gabinete que participasse nesta quarta-feira (8) de uma reunião na reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O chefe de gabinete do parlamentar, Marcelo Emilio Cruz, foi recebido pela reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), professora Myrian Serra, e a pró-reitora de Ensino de Graduação, Liseane Pereira de Jesus. No encontro, a reitoria informou sobre quais os procedimentos necessários para a instalação do curso e que são necessários um alinhamento com o governo federal; aprovação do Congresso Nacional; estruturação física adequada e convênio junto ao governo do estado.

Outro quesito importante é a necessidade de um hospital regional no município. A equipe da reitoria pontuou que nos polos de Sinop e de Rondonópolis já existem hospitais regionais.

Marcelo Emilio destacou a importância da instalação do curso em Barra do Garças. “É um sonho antigo que pode ser concretizado com esse projeto. A cidade tem em torno de 60 mil habitantes, entretanto, ainda não tem o curso de medicina que é tão almejado pela população”, enfatizou.

Marcelo Emilio ressaltou que o deputado irá buscar apoio em Brasília - o primeiro passo a ser tomado pelo parlamentar na busca de levar o curso para Barra do Garças. “Adalto de Freitas sabe que a implantação do curso irá acelerar o desenvolvimento da educação”.

O secretário de Articulação e Relações Institucionais da UFMT, Fabrício Carvalho, e a assessora parlamentar do gabinete Rosicler Saporski também participaram da reunião.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114