» mais
Comentar           Imprimir
Política MT
Quinta, 21 de dezembro de 2017, 16h22

Desequilíbrio econômico é apontado nas contas de governo de Gaúcha do Norte


A eventual abertura de créditos adicionais com base em superávit financeiro será ponto de controle para o exame das contas anuais de governo do município de Gaúcha do Norte, do exercício de 2017. A decisão é do Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso, que emitiu parecer prévio contrário à aprovação das contas de governo do exercício de 2016, gestão de Nilson Francisco Aléssio. O parecer foi apresentado ao Pleno pelo relator, conselheiro Luiz Carlos Pereira, e aprovado por unanimidade na sessão extraordinária do dia 15.

Uma das principais irregularidades da gestão foi o déficit orçamentário de execução, na ordem de R$ 1.143.532,32, fato que colocou em xeque as finanças municipais, gerando um temeroso desequilíbrio econômico nas contas do município. "Essa irregularidade trata-se de prática reincidente, como se verifica nos pareceres prévios do exercício de 2015 e de 2016, em que ocorreu déficit de execução orçamentária no ano de 2014", disse o relator.

Outro ponto negativo é quanto ao Índice de Gestão Fiscal dos Municípios - IGFM, pois o município de Gaúcha do Norte ficou classificado como Gestão em Dificuldade (classificação C), encontrando-se na 93ª posição. "Da mesma forma, constatei que o município obteve uma drástica piora na sua gestão fiscal em relação ao exercício de 2015, pois nesse, seu IGFM Geral foi de 0,76, e no exercício de 2016 foi de 0,55", comentou Luiz Carlos Pereira.

Também foi apontada como falha a ausência de realização das audiências públicas, que impediu o controle social sobre essa execução orçamentária. Foram feitas várias recomendações ao Poder Legislativo Municipal de Gaúcha do Norte, entre elas que determine ao chefe do Poder Executivo a regularização dos registros contábeis, realizando a devida contabilização na fonte em que efetivamente pagou as despesas, abstendo-se de contabilizar saldo financeiro negativo nas fontes.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114