» mais
Comentar           Imprimir
Política MT
Sexta, 05 de janeiro de 2018, 12h07

Auditores respondem a quase mil consultas via canal ''Pergunte à CGE''


Auditores da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) responderam a 998 consultas das secretarias do Governo de Mato Grosso pelo canal “Pergunte à CGE” em 2017. A maioria das perguntas foi sobre gestão financeira, contábil, aquisições, convênios, obras e pessoal.

Para Ellen Cristina Saldanha Fernandes Nafi, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), a ferramenta facilita a vida dos servidores da área administrativa na execução de suas atribuições. “Gostaria de elogiar a rapidez com que esse canal de comunicação sempre nos atende”, disse.

Gustavo Lima Parreira, da Secretaria de Estado de Cidades (Secid), também compartilha da mesma opinião. “Gostaria de agradecer a CGE por todas as vezes que me auxiliou no desempenho de minhas funções na Secretaria de Estado de Cidades. Sou grato pelo servidor ter este canal para melhor desempenhar suas funções”, registrou, na Ouvidoria do Estado.

A coordenadora financeira da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Agatha Francis Silva de Santana, também destaca a funcionalidade da ferramenta. “O canal é uma excelente ferramenta de contato com a CGE. Uso muito o canal, pois me preocupo em observar a legislação, e o respaldo da CGE é importante para nos dar segurança para trabalhar e executar o serviço corretamente”, afirma ela.

O Pergunte à CGE é uma ferramenta de contato direto com o servidor público estadual via e-mail para solicitação de orientação e esclarecimentos acerca de assuntos relacionados à gestão administrativa. A ideia é facilitar a vida dos servidores com respostas rápidas e objetivas.

O acesso ao canal segue tendência de crescimento. “Isso demonstra a qualidade das respostas dos auditores e a confiança dos órgãos nas orientações da CGE. As secretarias têm enxergado cada vez mais a Controladoria como órgão consultivo. Nosso principal desafio não é fazer apontamento de erros e falhas, mas evitar que eles aconteçam. Nesse contexto, se as perguntas não tivessem sido feitas, as chances de erros e falhas seriam maiores”, argumenta o secretário-adjunto de Controle Preventivo da CGE, José Alves Pereira Filho.

O canal é um dos principais produtos da Controladoria no cumprimento do papel de orientar os agentes públicos que atuam em atividades administrativas e prevenir a ocorrência de falhas e erros na aplicação dos recursos públicos.

“O volume de perguntas demandadas à Controladoria significa que as Unidades Orçamentárias representadas pelos seus servidores estão buscando cada vez mais auxílio da CGE para saneamento de dúvidas e melhoria dos seus processos de execução. E ainda evitando possíveis falhas e irregularidades que possam vir a imputar-lhes alguma sanção por parte dos órgãos de controle externo”, ressalta a analista administrativo Silvania Regina, da Superintendência de Desenvolvimento do Controle Interno, setor da CGE responsável pela gestão do canal.

Funcionamento

As consultas pelo "Pergunte à CGE" são respondidas diretamente no e-mail do solicitante. O canal é regulamentado pela Portaria 04/2013-AGE, que estabelece o prazo de 48 horas para retorno das respostas. Entretanto, em eventual impossibilidade de retorno no prazo estabelecido devido à complexidade da solicitação, o auditor informa o solicitante, via e-mail, sobre o novo prazo para resposta.

As perguntas nas quais a equipe responsável entender ser de alta complexidade ou havendo a necessidade de analisar o caso concreto, o auditor plantonista solicita ao consultante que formalize o questionamento via ofício para emissão de Parecer de Auditoria.

O canal “Pergunte à CGE” está disponível no endereço eletrônico www.controladoria.mt.gov.br, no menu Serviços/Consultas.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114