» mais
Comentar           Imprimir
Política MT
Quarta, 07 de fevereiro de 2018, 14h01

Assembleia renova parceria com TJ para o projeto Ribeirinho Cidadão


.

Mais uma vez a Assembleia Legislativa será parceira do Tribunal de Justiça no projeto Ribeirinho Cidadão, que leva serviços de cidadania às comunidades ribeirinhas, situadas às margens do rio Cuiabá e suas adjacências. Essa será a 11ª edição do projeto que promove acesso à Justiça, saúde, cidadania e orientação sobre a preservação do meio ambiente.

O presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho (PSB), reafirmou a parceria, nesta quarta-feira (7), ao coordenador do programa Justiça Comunitária, juiz de Direito Jorge Luiz Tadeu Rodrigues e garantiu o repasse de R$ 250 mil para a aquisição de medicamentos que serão distribuídos aos participantes da ação.

“É um projeto que merece a nossa atenção por levar atendimentos importantes aos moradores que não têm muita condição de ir até a cidade para fazer documentos ou tratamento médico e odontológico”, afirmou Botelho.

De acordo com o coordenador, a execução do projeto, que conta com diversos parceiros, está estimada em R$ 710 mil, sendo 70% dos atendimentos na área de saúde, com consultas oftalmológicas, entrega imediata de óculos, clínico geral e dentista.

“A participação da Assembleia Legislativa é vital, pois tem sido uma das maiores parceiras no projeto. Nosso objetivo é aportar em algumas comunidades e buscar os ribeirinhos que estão do outro lado do rio e nas circunvizinhanças. A princípio, vamos fazer a primeira atracagem na Praia do Poço, onde será a abertura, depois Barranco Alto, onde pretendemos atender aproximadamente 500 famílias e em Barão de Melgaço, dando condições de atendimento às comunidades mais distantes”, explicou Rodrigues.

Com atendimento fluvial, diversas comunidades de Santo Antônio de Leverger e Barão de Melgaço receberão serviços de cidadania. Dentre elas: Estirão Comprido, Cuiabá Mirim, Conchas, São Pedro de Joselândia, São Miguel, Fazenda São João, Ilha Camargo, Porto São João, Porto Brandão, Poço General, Guatós, Flechas, São José da Boa Vista, Santa Clara, Barranco Alto II, dentre outras. Também serão contemplados os moradores de Juscimeira e Poconé.
 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114