» mais
Comentar           Imprimir
Política MT
Quarta, 11 de abril de 2018, 17h52

TRE oferta capacitação em libras para servidores


O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso promoveu nos dias 10 e 11 deste mês, capacitação em Libras, para cerca de 20 servidores. Com a iniciativa, a Justiça Eleitoral busca oferecer atendimento adequado aos eleitores surdos, bem como promover sua inclusão social.

 

Além da oficina, os servidores assistiram a palestra "Noções fundamentais sobre surdez, cultura surda, identidade surda e acessibilidade", que teve duas horas de duração e objetivou sensibilizar a todos quanto à necessidade de oferecermos tratamento adequado aos surdos.

 

"Acessibilidade do surdo não é colocar legenda nos vídeos para ele entender, pois, nem todo surdo é alfabetizado na língua portuguesa. A libras é a língua materna do surdo e ela não tem o intuito de substituir a língua portuguesa", explicou a palestrante, Islanda Larissa Dias Garcia de Almeida, formada em direito e que cursa Libras e educação para surdos.

 

Islanda destaca a importância de capacitar os servidores. "Os surdos enfrentam os desafios mais elementares: o acesso à educação é muito precário e recentemente em Cuiabá formou-se a primeira turma de letras - Libras pela UFMT. Também falta pessoas que se interessam, pelas Libras e ela acaba sendo, apenas, uma língua do surdo entre seus familiares. Além disso, não existe consciência e respeito da dificuldade e desafios que o surdo enfrenta. Vejo as dificuldades que os surdos enfrentam na sociedade brasileira e as dificuldades que a sociedade tem em equacionar o problema de acessibilidade deles. Então, o objetivo dessa palestra foi de contribuir para melhorar a vida de todos".

 

Para os servidores participantes, a oficina foi valiosa. "Não tinha noção da importância das libras e das dificuldades que um surdo não alfabetizado em português tem em entender a legenda nessa língua", explicou a técnica judiciária, Hélida Vilela.

 

A Coordenadora de Educação e Desenvolvimento do TRE, Luciana Callejas, explica que o eleitor surdo requer um atendimento especializado. "Capacitações semelhantes a estas serão intensificadas de modo que a Justiça Eleitoral possa oferecer tratamento adequado aos cidadãos surdos."

 

Esta é a terceira vez que o TRE oferece curso de libras aos seus servidores. Em julho de 2010, servidores efetivos e requisitados, lotados na Sede do Tribunal e cartórios eleitorais receberam a capacitação. Em agosto do mesmo ano, foi realizado um "Workshop de atendimento ao eleitor surdo". Outra capacitação aconteceu em 2013 e contou com a participação de 60 servidores.

 

Segundo o Censo de 2010 realizado pelo IBGE, atualmente no Brasil, 9,7 milhões de pessoas têm deficiência auditiva. Desses, 2.147.366 milhões apresentam deficiência auditiva severa. Em Mato Grosso, esse número chega a mais de 100 mil deficientes auditivos.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114