» mais
Comentar           Imprimir
Política MT
Quinta, 13 de setembro de 2018, 09h22

TRE-MT destaca necessidade de que propaganda eleitoral seja propositiva


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) solicitou aos candidatos que disputam as eleições 2018 para apresentarem mais propostas aos eleitores. Durante uma reunião realizada nesta quarta-feira (12.09) junto aos advogados que representam as coligações partidárias, os juízes auxiliares da propaganda eleitoral em Mato Grosso, Paulo Sodré, e Jackson Coutinho, reforçaram a necessidade das campanhas evitarem ofensas entre os candidatos, sob pena de uma maior interferência do Poder Judiciário nas propagandas eleitorais.

“Queremos diminuir a litigiosidade da Eleição, reduzir a quantidade de ações impetradas devido às ofensas ou irregularidades na propaganda eleitoral. Sabemos que em muitos casos o setor jurídico não dialoga diretamente com o marketing das campanhas, mas pedimos aos advogados para conversarem mais com os candidatos sobre propaganda”, destacou o Paulo Sodré.

Para o juiz Jackson Coutinho, é notório que o jurídico é acionado quando o problema já aconteceu, e não de forma preventiva. “Os advogados conhecem a legislação, e, principalmente, os entendimentos no TRE-MT sobre cada situação. Está foi uma reunião de orientação, com o objetivo de evitar ataques e a divulgação de fatos que não são verdadeiros”.

A procuradora Regional Eleitoral, Cristina Nascimento de Melo, também esteve presente na reunião. Ela pontuou a competência do Ministério Público em fiscalizar a propaganda eleitoral, sendo que ainda reforçou que o órgão está aberto aos advogados. O magistrado, Mário Kono, completa o quadro dos juízes auxiliares da propaganda eleitoral.

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso recebeu 126 demandas de propaganda eleitoral referentes ao pleito de 2018, de junho a setembro deste ano. Somente nestes 11 primeiros dias de setembro, foram 40 novos processos. Das 126 ações, 47 já foram julgadas.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114