» mais
Comentar           Imprimir
Política MT
Segunda, 28 de janeiro de 2019, 11h29

Russi propõe serviços de fisioterapia em hospitais públicos materno-infantis


A medida visa garantir a humanização dos partos realizados pela rede pública de saúde de Mato Grosso

O deputado Max Russi (PSB) apresentou indicação ao Poder Executivo para a necessidade de atuação dos serviços de fisioterapia em hospitais materno-infantis de Mato Grosso. O mesmo documento foi encaminhado para o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Gomes de Figueiredo.

Max Russi

Conforme o parlamentar, a atuação do fisioterapeuta deverá proporcionar suporte físico e emocional durante o trabalho de parto e dos partos de baixo risco, contribuindo assim, segundo Russi, “para a humanização do nascimento e proporcionando à parturiente bem-estar físico, redução das percepções dolorosas, aumento da confiança, redução do medo e da ansiedade e maior consciência do processo parturitivo”, disse ele.

Com relação ao pré-parto e ao parto, a fisioterapia atua estimulando a deambulação e a adoção de postura vertical, pois o movimento de caminhar associado à ação da gravidade está diretamente ligado na redução da duração do trabalho de parto.

Segundo dados da medicina, exercícios respiratórios e relaxamento proporcionam à parturiente concentração, diminuindo assim os riscos de trauma perineal no momento expulsivo e melhorando a oxigenação sanguínea da mãe e do feto.

“A fisioterapia atua, também, na analgesia através de eletroestimulação, na massagem para promover o relaxamento muscular e diminuir a dor e o desconforto e nos banhos quentes para o alívio da sensibilidade dolorosa e da dor lombar”, disse o deputado.

Consta que a Organização Mundial de Saúde propõe, desde 1996, a revisão das tecnologias apropriadas para o parto, preconizando a movimentação da parturiente durante a fase ativa, a mudança e livre escolha da posição durante as contrações e não ficar em posição supina durante trabalho de parto. Dessa forma, é extremamente importante atuação do fisioterapeuta na sala de parto, havendo assim uma orientação à mulher com relação ao parto e sua conclusão de forma menos dolorosa e traumática possível.

“Entendo que o profissional fisioterapeuta é altamente capacitado para integrar a equipe multidisciplinar e dessa forma atuar de forma efetiva na melhoria do ambiente hospitalar e no bem-estar das gestantes como um todo”, revelou Russi.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114