» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Domingo, 17 de setembro de 2017, 17h01

Operação em tabacarias prende comerciante; denúncia diz que PJC ignora outros pontos da cidade


Polícia Civil fiscaliza conveniências e tabacarias para encontrar menores em situação de risco; fontes apontam 'vista grosa' em outros pontos mais críticos.

Uma operação de fiscalização em estabelecimentos de conveniência e tabacaria por parte da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) em parceria com o Juizado da Infância e Adolescência na madrugada de sábado (16.09),resultou na apreensão de três narguiles, espécie de cachimbo de água de origem oriental, utilizado para fumar tabaco aromatizado.

Imagem ilustrativa

A operação que teve o objetivo de combater a venda de bebidas alcoólicas para menores de idade e outras situações de risco contou com apoio da equipe da Gerência de Operações (GOE) e foi desencadeada com base em denúncias. Dois estabelecimentos foram vistoriados. O primeiro foi o Havana House Conveniência e Tabacaria, no bairro CPA-III.

No local, foram encontradas duas adolescentes desacompanhadas dos responsáveis e ingerindo bebidas alcoólicas. O proprietário do comércio foi preso em flagrante pelo crime de vender ou fornecer a criança ou adolescente produto que possa causar dependência física ou psíquica, previsto no artigo 23, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

No segundo alvo da operação, Hoauk Tabacaria, situada na Avenida dos Trabalhadores, os policiais encontraram adolescentes desacompanhados, porém não foi identificado o consumo de álcool. Diante da situação, foram tomadas as medidas administrativas pertinentes e os adolescentes foram encaminhados aos responsáveis.

Segundo o delegado, Daniel Lemos Valente, as operações serão intensificadas pela Deddica. “Além do aspecto criminal, as ações têm objetivo de conscientizar os donos de estabelecimento sobre a responsabilidade de coibir a venda de bebidas alcoólicas para menores de idade, assim como a permanência de adolescentes no estabelecimento, sem acompanhamento dos responsáveis, fato que por si só, já os deixa em situação de risco”, destacou o delegado.

Vista grossa pela polícia

Uma fonte ligada a uma das tabacarias envolvidas na operação da  Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) defendeu a ação da Polícia Civil pois de certa forma 'ajuda o comerciante a barrar a presença de menores, já que muitos até mesmo se infiltram no meio dos clientes adultos'. Contudo disse ao PlantãoNews que as operações a tabacarias tem sido direcionadas e citou, por exemplo, uma concorrente localizada na avenida do CPA em frente a Decorliz e dos hospitais Amecor e Femina, dentre outras 'de gente forte'.

Segundo a fonte se a polícia for lá [na tabacaria da av. do PCA] vai encontrar problema maior que as demais empresas de Cuiabá e pior, a barrulheira e baderna feita na avenida do CPA incomoda moradores próximos e pacientes internados nos hospitais [ressaltando que a reclamação é de quem trabalha no hospital]. O estabelecimento funciona até quando o sol nasce - detalhou. Destacou ainda que todo dia de manhã o lixo toma conta da esquina e muito é jogado na galeria de águas pluviais. Tem muito caco de vidro no asfalto e cheiro de cerveja podre para quem espera ônibus em um ponto instalado irregularmente em frentea ao estabelecimento.

E lança uma suspeição: Aquela tabacaria foi aberta no final da gestão do prefeito Mauro Mendes [2016] e junto com uma lei de regulamentação do setor que a partir dai as demais passaram a ser unicamente fiscalizadas. 

Matéria relacionada:
Prefeitura quer que a população denuncie venda irregular de narguilé em Cuiabá

 

O PlantãoNews foi até o local e constatou que, de fato, há muito lixo nas galerias e cacos de vidros em vários pontos. 

.

 

 

.

 

 

.

 

 

.

Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114