» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Terça, 09 de janeiro de 2018, 13h19

Operação Integrada PJC e PM no combate a embriaguez no volante e perturbação do sossego público


Com foco nos delitos de embriaguez ao volante e perturbação do sossego público no município de Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá), a Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, deflagraram uma operação na noite de domingo (07.01).

A ação integrada foi desencadeada para fiscalizar, realizar abordagens de pessoas e veículos, além de orientar motoristas que trafegavam na Avenida Mato Grosso, região central da cidade. O trabalho decorreu das diversas reclamações, referente a perturbação do sossego público por meio de som automotivo em volume alto e embriaguez ao volante.

Equipamentos de som foram apreendidos, duas pessoas foram presas e conduzidas à Delegacia de Polícia, onde foram ouvidas pelo delegado Marco Bortolotto Remuzzi, em seguida colocadas em liberdade após pagamento da fiança.

“O principal objetivo da operação integrada é combater a embriaguez ao volante bem como perturbação do sossego público praticado pelo som automotivo, que além da lei da infração de trânsito, trata-se também de contravenção penal”, comentou o delegado.

O major PM, Vinicius de Souza Coutinho destaca que na cidade ainda é comum carros de som na rua, que gera incomodo nos moradores e comerciantes. “Somos acionados diariamente. A operação é um trabalho integrado de orientação e repressão entre a PM e PJC. Pedimos as pessoas abordadas para que respeite a ordem e o sossego dos moradores”.

O delegado de polícia falou sobre a Resolução do Cotran nº 624/2016, que regulamenta a fiscalização de sons produzidos por equipamentos utilizados em veículos, a que se refere o artigo 228, do Código de Trânsito Brasileiro. “As pessoas que foram presas pagarão fiança do valor de um salário mínimo e responderão ao crime em liberdade”, lembrou.

Participaram do trabalho dez policiais, entre civis e militares, com apoio de três viaturas, coordenados pelo delegado Marco Bortolotto Remuzzi, e pelo tenente PM Machado, da Força Tática de Juína.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114