» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Quinta, 15 de fevereiro de 2018, 15h29

Lei Seca leva 19 motoristas alcoolizados à prisão durante Carnaval


.

O Batalhão de Polícia Militar de Trânsito Urbano e Rodoviário prendeu 19 motoristas por conduzirem seus veículos embriagados, durante o carnaval deste ano. As prisões ocorreram durante a Operação Lei Seca, desencadeada na Baixada Cuiabana, em rodovias e cidades de municípios como Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio de Leverger e Nossa Senhora do Livramento.

Comparado com o mesmo período de 2017, os dados apontam para o aumento de 100% nas prisões. No Carnaval de 2017 foram presas oito pessoas.

Além disso, o Batalhão ampliou o número de número de abordagens utilizando o etilômetro, passando de 272 para 420 em 2018.

Durante as três operações realizadas no carnaval foram lavrados 118 autos de infração de trânsito. A polícia multou 54 condutores por dirigir sob influencia de álcool. Outras seis multas foram aplicadas aos motoristas que se recusaram a fazer o teste do bafômetro e 53 tiveram suas CNHs apreendidas.

E ainda, oito veículos (carros e motocicletas) foram apreendidos por apresentarem com irregularidades na documentação veicular, do condutor, mau estado de conservação, entre outras. A polícia também recolheu 14 certificados de registro de veículos (CRLV).

Carnaval

O Batalhão fez 73 bloqueios, onde foram confeccionados 378 autos de infração nos perímetros urbanos e rodoviários. Ao todo foram apreendidas 15 CNHs e 42 CRLV. Além da apreensão de seis veículos.

A atuação na Polícia Militar nas rodovias também incluiu 150 pontos demonstrativos, que consistem em manter viaturas paradas em locais estratégicos como forma de prevenir excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas e outras infrações no trânsito.

As operações Lei Seca foram realizadas em conjunto com Deletran, Detran e outros órgãos da Segurança Pública.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114