» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Quinta, 19 de abril de 2018, 17h48

Decon e Ipem fiscalizam posto de combustível mas não divulgam resultado


Redação

Através de uma denúncia encaminhada à Decon, por uma pessoa supostamente vítima do golpe conhecido como “Bomba Fraudada” a Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), da Polícia Judiciária Civil, em parceira com o Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (IPEM/MT – INMETRO), realizou fiscalização especificamente em um posto de combustível, nesta quinta-feira (18.04), na área central de Cuiabá.

.

Conforme a queixa relatada no boletim de ocorrência, o cliente ao abastecer seu automóvel no referido posto de combustível, verificou que havia sido colocado 49,08 litros de gasolina, porém, o tanque não foi completado.

Diante da dúvida, a vítima foi a outro posto de combustível e completou o tanque, abastecendo mais 9,531 litros. Entretanto, somando os dois abastecimentos à quantidade é de 58,61 litros, o que ultrapassa a capacidade do tanque que é 50 litros, conforme consta no manual do veículo.

O delegado de polícia da Decon, Antonio Carlos de Araujo, informou que a partir da denúncia foi planejada a fiscalização no local e aferidos todos os bicos das bombas de combustível, para apurar a possível existência de bomba fraudada.

Apesar da fiscalização se obter resultado visual e imediato, a Polícia Judiciária Civil não informou se houve ou não irregularidade.

“O consumidor é lesado na medida em que está abastecendo seu veículo, com quantidade menor de produto que ele pagará segundo registrado na bomba de combustível”, destacou.

Bomba Fraudada ou Bomba Baixa

Na fraude conhecida como "Bomba Baixa", o consumidor é lesado na medida em que está abastecendo seu veículo com uma quantidade menor de produto do que ele pagará segundo o registrado na bomba de combustíveis. A diferença do que é mostrado no visor da bomba e o que efetivamente entra no tanque pode ser de 10% do volume. A fraude que se tornou vantajosa aos proprietários de postos por ter punições mais brandas, mas que, no entanto, lesa o consumidor na quantidade de combustível que entra no tanque.

O PlantãoNews manteve contato com a matriz da rede de postos e aguarda informação para inserir na matéria.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114