» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Sábado, 12 de maio de 2018, 10h18

GCCO, GARRAS e PF desarticulam quadrilha autora de furto a banco cometido em Sonora (MS)


.

Uma quadrilha autora do furto qualificado cometido numa agencia bancária do Banco Sicredi, no município de Sonora (MS), foi desarticulada durante investigação conjunta da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, em conjunto com a Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assalto e Sequestros (GARRAS) da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul e Polícia Federal.

O trabalho integrado resultou na identificação dos autores, prisão de três pessoas, recuperação de parte do dinheiro subtraído, e apreensão das ferramentas utilizadas no furto qualificado.

As diligências iniciaram no dia 06 de maio, após a Delegacia de Polícia de Sonora e GARRAS, serem acionadas para apurar o furto qualificado praticado na agência do Banco Sicredi Celeiro Centro Oeste, em Sonora.

Durante investigação os policiais descobriram que o veículo Fiat Uno de cor preta, usado pelos autores era de Cuiabá (MT). Com base nos indícios, os investigadores do GCCO foram informados e na noite do dia 10 de maio, conseguiram abordar o referido automóvel na capital mato-grossense, sendo conduzido pela pessoa de Ronaldo Souza da Silva, 30 anos.

Em poder do suspeito Ronaldo detido em flagrante, foram apreendidos parte do valor subtraído do Banco, além de 62 munições de calibre 9 milímetros e mais 30 munições de calibre .40.

Questionado, Ronaldo acabou assumindo a participação no furto cometido na cidade de Sorona (MS). Ele contou que foi o responsável por dirigir o automóvel Fiat Uno para os criminosos. Revelou ainda o nome da mulher e seu filho de 15 anos, moradores de Sonora, que haviam cedidos a casa para a quadrilha usar como base de apoio para execução do crime.

Diante dos fatos, uma equipe de Sonora se deslocou até o endereço da suspeita, onde foi recebida pelo menor de 15 anos, filho da suspeita. No local também foi encontrado em cima da mesa, um papel com os contatos, nomes e apelidos dos autores do furto.

Ainda na ocasião, os policiais civis solicitaram que o adolescente apresentasse uma camiseta da marca Cobra D’água, com a qual havia postado foto em uma rede social, idêntica a camiseta encontrada no interior da agência que foi deixada pelos autores.

No entanto, sem conseguir apresentar qualquer explicação plausível, o adolescente acabou admitindo participação no delito. Ele contou que sua mãe havia cedido a casa para seis indivíduos vindos de Cuiabá, para realizar o furto da agência do Banco Sicredi, e que o dinheiro furtado e o equipamento usado estavam guardados na casa de seu avó.

Ato contínuo a mãe do menor foi localizada e levou os policiais civis até a residência do seu pai, onde foram encontrados diversos equipamentos e discos de corte, da mesma marca daqueles abandonados pelos autores no Sicredi. No imóvel também foi apreendida a quantia e, dinheiro de mais de R$ 28 mil, uma arma de pressão modificada para calibre 22, além de cápsulas de calibre .38 deflagrados.

Com a suspeita também foi apreendida uma motocicleta Honda Biz de cor preta e um capacete cor de rosa, pois, segundo informações colhidas durante a investigação, tal motocicleta foi utilizada pela mulher de Sonora que deu apoio aos autores na chegada da cidade. A mesma disse que havia utilizado parte do dinheiro furtado para pagar dívidas, comprar roupas, alimentos, um roteador de internet, uma máquina lavadora de roupa e ventilador.

As diligências continuam com objetivo de localizar e prender os outros integrantes do grupo criminoso.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114