Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Quinta, 17 de maio de 2018, 15h06

Homicida que chamou polícia para dissimular crime é preso pela PJC em Pontes e Lacerda


Em célere ação investigativa, a Polícia Judiciária Civil de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste) prendeu na noite de quarta-feira (16) um suspeito da prática de homicídio doloso contra um desafeto, pouco tempo após o cometimento do crime.

O corpo da vítima, Roberto Bernardino da Silva, 46, foi encontrado por volta das 18h às margens da BR 174 (próximo ao Centro de Detenção Provisória), com lesões provenientes de objeto cortante. Ao lado do corpo foi encontrada uma foice.

Duas pessoas se apresentaram às forças policiais como comunicantes do crime e que haviam solicitado a presença da Polícia Militar: uma mulher de 37 anos, e seu marido, Silvino da Silva, 33 – que estava com as mãos sujas de sangue.

Encaminhado para a delegacia, em atitude suspeita, o homem apresentava nas vestimentas marcas que poderiam ser sinais de ter arrastado o corpo pelo barranco. Em interrogatório, o conduzido acabou por confessar o crime, disse que a motivação foi banal, que a vítima queria um alimento que era de sua propriedade.

No local do crime havia um buraco cavado e uma enxada. O suspeito declarou que pretendia abrir uma cova e enterrar a vítima, mas depois mudou de ideia e ligou para a polícia dissimulando, tentando se passar por comunicante/testemunha.

O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio doloso qualificado por motivo fútil, e ficará à disposição do Judiciário para deliberação futura.

A eventual participação da mulher no crime será apurada em investigação da Polícia Civil de Pontes e Lacerda.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114