» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Quarta, 06 de junho de 2018, 09h29

Mato Grosso é um dos sete estados que reduziram homicídios de jovens homens


.

Mato Grosso está entre os sete estados da federação brasileira que reduziram a taxa de homicídios por 100 mil jovens homens, na faixa etária de 15 a 29 anos. O Estado apresentou em 2016 redução de 0,4% em relação a 2015. Os dados foram divulgados, nesta terça-feira (05.06), pelo Atlas da Violência 2018, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

As outras unidades federativas que apresentaram redução foram Ceará (CE), Paraíba (PB), São Paulo (SP), Espírito Santo (ES), Amazonas (AM) e Maranhão (MA). O Brasil, por sua vez que conta com 26 estados e o Distrito Federal (DF), registrou, no mesmo comparativo, elevação de 8%.

A taxa de assassinatos por 100 mil jovens (sem definição de gênero) em Mato Grosso também reduziu. Em 2013 a taxa era de 63%, em 2014 atingiu 74,2%, representando um aumento significativo.

No ano seguinte (2015), já no primeiro ano de mandato do atual governador de Mato Grosso, Pedro Taques, a taxa começou a cair, passando para 61,9%. Em 2016 houve mais uma redução, passando para 60,3%, a menor desde 2013.

O secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Gustavo Garcia, destaca que o estado conta atualmente com uma política voltada para combater os crimes dolosos (quando há intenção) contra a vida. “Com isso há investimentos por parte do Governo do Estado em áreas importantes de atuação, como na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, atuação conjunta entre as polícias Militar e Judiciária Civil e fortalecimento de ações repressivas”, pontuou Garcia.

A oferta de serviços de cidadania por parte da Segurança Pública também é ressaltada pelo secretário estadual. “Há diversos programas presentes nas forças de segurança que apresentam resultados positivos. São projetos que tentam tirar os jovens da vulnerabilidade. E isso ajuda na contenção dos índices de homicídios contra os jovens de 15 a 29 anos”.

Mato Grosso teve o pico de registros de assassinatos em 2014 com 1.358 casos, ou 42,1 registros a cada 100 mil habitantes. Desde 2015 os índices têm registrado quedas, quando fechou com 1.203 ou 36,8 casos a cada 100 mil moradores.

Em 2016 foram 1.180 casos ou 35,7 casos a cada 100 mil habitantes. O ano de 2017 fechou com 985 casos e 28,8 a cada 100 mil e a expectativa é que a tendência de queda se repita neste ano.

Consta no Atlas que “em 2016 o Brasil alcançou a marca histórica de 62.517 homicídios, segundo informações do Ministério da Saúde (MS). Apenas nos últimos dez anos 553 mil pessoas perderam suas vidas devido à violência intencional no Brasil”.

Mato Grosso apresenta taxa de homicídio bem abaixo dos sete estados brasileiros com maiores taxas, sendo eles: Sergipe (64,7), Alagoas (54,2), Rio Grande do Norte (53,4), Pará (50,8), Amapá (48,7), Pernambuco (47,3) e Bahia (46,9).


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114