» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Quinta, 07 de junho de 2018, 13h32

Operação Ordem Pública atuará em 38 bairros e 149 pontos de Várzea Grande


.

A Polícia Militar, através do 2º Comando Regional, Comando Especializado (Cesp) e Diretoria da Agência Central de Inteligência (Daci) estão realizando a 12ª Operação Ordem Pública em Várzea Grande. A ação integrada começou nesta quinta-feira (07.06) e envolve 38 bairros em 149 pontos da cidade.

A Operação Ordem Pública 12 acontecerá também nas próximas duas semanas, com maior intensidade nas quintas e sextas-feiras, de forma que todos os bairros e pontos sejam abordados.

“Os moradores podem se sentir seguros pela forma como está sendo conduzida a operação, a prevenção. Hoje e amanhã será com maior intensidade, na região central, mas a polícia não para, continua atrás dos criminosos”, destacou o tenente coronel Januário Antônio Edwiges Batista, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar.

 

O trabalho consiste na realização de policiamento ostensivo e preventivo, além do policiamento de trânsito, com a participação da Prefeitura de Várzea Grande, Ciopaer, Polícia Judiciária Civil e o Corpo de Bombeiros.

Além da finalidade de ordem pública, de sensação de segurança e de enfrentamento, tem também de cidadania, com a atuação da prefeitura no quesito de urbanização nas áreas degradadas e pinturas nas áreas de pichações. Ou seja, a prefeitura e a sociedade organizada é parceira da segurança pública e agirá juntamente com a polícia militar. A Agência Local de Inteligência (ALI) contribuirá com informações específicas na condução do trabalho.

Desse modo, contará com policiamento de trânsito, bloqueios para fiscalização de veículos e abordagens de pessoas, verificando documentação pessoal e veicular, antecedentes criminais, mandados de prisão, porte de armas e drogas, com o objetivo de coibir a prática de roubos e furtos de veículos e a pessoas, tráfico de drogas, crimes ambientais de pichações, entre outros crimes e delitos de menor potencial ofensivo.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai Emanuel tem várias denúncias por corrupção
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114