» mais
Comentar           Imprimir
Polícia
Quinta, 05 de julho de 2018, 08h07

Mais de três toneladas de drogas são apreendidas pelo Gefron em seis meses


.

O trabalho de repressão e enfrentamento aos crimes na região de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia realizado pelo Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), resultaram na apreensão de 3,023 toneladas de entorpecentes. Os dados são referentes ao primeiro semestre deste ano.

De janeiro a maio também foram recuperados 117 veículos que haviam sido roubados e quatro aeronaves que eram usadas por criminosos para o tráfico de drogas apreendidas. O grupamento também atendeu 157 ocorrências, prendeu 190 pessoas, entre elas, nove bolivianos e cumpriu 31 mandados de prisão.

Os militares tiraram de circulação 2.450 quilos de materiais contrabandeados, 27 armas e 368 munições de diversos calibres, além da apreensão de R$ 267.291 e $3.395 oriundos do tráfico. De acordo com o coordenador do Gefron, tenente-coronel PM José Nildo, os resultados refletem os investimentos feitos pelo Governo do Estado, como a aquisição de novo armamento e fardamento.

“Os investimentos feitos pelo governo e a ideologia de integração entre as instituições de segurança pública faz com que o profissional se sinta valorizado e proporciona um melhor rendimento à tropa. Tudo isso colaborou para estes resultados”, disse o coordenador.

O coronel também destacou os 16 anos de atuação da unidade no Estado. “São 16 anos de Gefron, muitos militares estão desde o começo nessa labuta e cada vez mais a nossa tropa está empenha em combater os crimes na fronteira”.

O aniversário do grupamento foi comemorado no mês de março com a 1ª corrida “Desafios da Fronteira”, que reuniu 600 pessoas pelas ruas de Cáceres (250 km de Cuiabá), formatura com entrega de medalhas e um torneio de tiro.

Projetos

Além do combate ao crime, o Grupo realiza diversos trabalhos sociais que criam uma relação de proximidade com a comunidade.

Os cães do Canil Integrado de Fronteira (Canilfron), que além de auxiliarem nas atividades policiais, passaram a fazer parte de uma nova missão: ajudar na reabilitação de crianças com autismo e paralisia cerebral. O projeto “Cãominhar” lançando no dia 24 de junho, em Cáceres, atende inicialmente seis pacientes do Centro Especializado em Reabilitação do município e posteriormente será estendido para idosos e pessoas que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC).

E com objetivo de desenvolver programas educativos e de lazer com crianças e adolescentes quem vivem na faixa de fronteira, foi criado o “Gefron em Minha Comunidade”. O projeto foi lançado no mesmo dia que o “Cãominhar”, na escola Estadual 12 de Outubro, que fica no assentamento Boa Esperança, a 60 km de Cáceres. Cerca de cinco mil estudantes em toda extensão de Cáceres a município de Comodoro.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114