» mais
Comentar           Imprimir
Polícias
Quinta, 07 de março de 2019, 12h12
Operação Carnaval

MT registra reduções de roubos e furtos e nenhum homicídio


Gabriel Aguiar

Mato Grosso não registrou nenhum homicídio nos cinco dias de carnaval, no período de 1º a 05 de março deste ano. Ao todo, foram contabilizados 25 pontos de carnaval em todo o Estado, com um público estimado em 357 mil pessoas. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e apontam também redução nos crimes de roubo e furto no mesmo período.

Neste ano, houve 373 registros de furto em Mato Grosso, enquanto que em 2018 foram 636 ocorrências. A redução foi de 41%. Ainda em 2019, foram 152 registros de roubos contra 224 casos, em 2018, com redução de 32%. Os dados correspondem aos cinco dias de folia.

“O resultado do período do carnaval foi positivo no ponto de vista do folião, da segurança e do Estado. O nível de maturidade do cidadão contribuiu para que a festa transcorresse de forma bem tranquila. Alcançamos números positivos na diminuição de roubos e furtos e o aumento na quantidade de droga apreendida”, ressaltou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos, em coletiva à imprensa na manhã desta quinta-feira (07), na Sesp.

As ações das forças de segurança - Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Departamento Estadual de Trânsito - resultaram em 67 ocorrências registradas com 148 pessoas presas, 482 veículos notificados, 73 veículos apreendidos, 134 flagrantes lavrados e mais de 600 quilos de drogas apreendidos.

“A Polícia Militar estava na rua com empenho total da tropa para garantir um carnaval tranquilo a todos os foliões. Foi uma festa sem alterações, não tivemos nenhuma ocorrência de vulto. Cumprimos com a nossa missão, que é garantir a segurança pública ao nosso cidadão. Os índices criminais foram excelentes, além disso, não diminuímos o ritmo operacional do nosso serviço diário, e o reflexo disso são todas as ações positivas que a PM desenvolveu durante a ação”, apontou o comandante geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis.

Foram emitidos 349 laudos e 27 vistorias do Corpo de Bombeiros Militar, e Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) realizou 16 operações que resultaram em sete veículos recuperados.

Efetivo

Em todo o Estado, 3.828 profissionais e 765 viaturas reforçaram a segurança pública durante o carnaval. A Polícia Militar atuou com um efetivo geral de 1.195 profissionais e 96 viaturas distribuídos nas 15 regiões integradas de segurança pública (Risps).

Já as equipes das delegacias foram reforçadas nas cidades com locais de carnaval. Na região metropolitana de Cuiabá houve acréscimo de mais 74 policiais civis e no interior de 63 profissionais, além dos que trabalharam nas escalas normais. No total, a Polícia Judiciária Civil empregou um efetivo de 403 policiais e 105 viaturas nesse período.

“Estamos satisfeitos com os números. Percebemos nitidamente que o resultado é fruto da integração das forças de segurança. Tivemos desde o planejamento ações preventivas, tanto nas questões criminais, quanto envolvendo patrimônio, e ainda com relação a problemas de alcoolemia, em razão das ações da Lei Seca”, destacou o delegado geral adjunto, Gianmarco Paccola Capoani.

Com atuação ostensiva e preventiva, o Corpo de Bombeiros empregou equipes nos pontos de bailes carnavalescos atuando com um efetivo total de 1.135 militares e 44 viaturas operacionais. O trabalho da corporação começou antes das festividades, com a vistoria dos locais de concentração de público e das estruturas.

“No período carnavalesco tivemos 25 vistorias sem nenhuma intervenção, porque todos cumpriram as normas de segurança. Também não registramos ocorrências por afogamento. Isso é resultado de um trabalho preventivo que tivemos com diversos vídeos informativos, incluindo nas mídias sociais, e que surtiu um bom efeito”, avaliou o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Alessandro Borges Ferreira.

A Politec contou com um efetivo de 545 profissionais, entre médicos peritos, papiloscopistas, peritos criminais e técnicos de necropsia e laboratório, e 44 veículos disponíveis para pronta atuação das equipes, conforme informou o diretor geral, Rubens Okada.

 

Lei Seca

Cinco operações Lei Seca foram realizadas nas rodovias estaduais de Chapada dos Guimarães (MT 251), Santo Antônio de Leverger (MT 040), Cáceres (BR 070) e nas principais avenidas de Cuiabá e Rondonópolis.

Foram abordados 350 veículos. Desse total, 87 foram removidos, 37 habilitações foram recolhidas, 166 Autos de Infração foram lavrados e 11 prisões foram realizadas pelo Art. 306, que é por embriaguez ao volante.

As operações Lei Seca foram realizadas em conjunto com a Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), Batalhão de Policiamento de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTRAN), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e, em alguns municípios, das secretarias municipais de trânsito e/ou mobilidade urbana. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114