Cuiabá | MT 04/12/2021
Polícias
Segunda, 17 de maio de 2010, 08h20

No Paraná, padre nú é preso depois de cantar PM's


Apresentador da Canção Nova teria feito proposta sexual a policiais durante abordagem. Advogado diz que padre misturou vinho com remédios controlados

O padre Silvio Andrei, 40 anos, foi preso na madrugada deste domingo (16) por policiais militares em Ibiporã. Ele foi autuado em flagrante por ato obsceno, embriaguez ao volante e corrupção ativa.

 

De acordo com a Polícia Militar de Ibiporã, por volta da 1h10 de hoje, o padre desceu nu de um veículo Fiat Idea, com placas de Belo Horizonte, e fez uma proposta sexual obscena a policiais militares e funcionários de uma empresa de transporte coletivo que estavam na avenida Paraná, região central da cidade.

Na sequência, o padre saiu com o carro e os policiais o seguiram. No bairro, Jardim Pastor, o sacerdote teria tentado ainda abordar um menino que conseguiu fugir. Neste momento, os policiais o abordaram e apesar dele inicialmente dizer que era professor da UEL, os documentos pessoais revelaram sua identidade. No banco traseiro do veículo, os policiais encontraram as vestimentas do sacerdote.

Segundo os policiais, ao perceber a grave situação em que estava, Andrei tentou oferecer todo o dinheiro que ele tinha na carteira para que não fosse preso. No caminho da delegacia, ele ainda teria reforçado a oferta, dizendo que conseguiria mais dinheiro para que não fosse autuado.

Andrei se recusou em fazer o teste do bafômetro mas segundo relatório da PM, ele exalava forte hálito etílico, estava com olhos avermelhados e tinha a fala desconexa.

Na delegacia, o padre negou a tentativa de suborno declarando que abordou os policiais pois estava perdido na cidade. Ele admitiu ter ingerido vinho em um casamento que participou antes do incidente e explicou a dificuldade para falar por conta de remédios que misturou com a bebida.

Segundo o advogado José Adalberto Cunha, o padre está detido na sala do carcereiro. A Justiça de Ibiporã negou a liberdade do sacerdote, sob a alegação de que não foram comprovas residência e ocupação profissional. O advogado entrou com pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça (TJ), mas o padre foi transferido no início da noite para o Centro de Detenção e Ressocialização (CDR) de Londrina.

O advogado de defesa do sacerdote, José Adalberto Cunha, relatou que Andrei celebrou um casamento, na noite do sábado (15) em Londrina. Na recepção, ele teria tomado duas taças de vinho e passado mal, pois o sacerdote estaria tomando remédios para depressão. "Quando ele saiu da festa sentido ao centro de Londrina, acabou se perdendo e foi parar em Ibiporã. No meio do caminho, Andrei passou mal e vomitou na batina, por isso, ele retirou os paramentos", declarou.

Silvio Andrei é sacerdote Palotino há quase 10 anos. Ele atuou durante anos na Catedral de Cambé e atualmente é Pároco da Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, que pertence à Região Episcopal Sé da Arquidiocese de São Paulo.

Ele também é membro da Comissão Arquidiocesana de Comunicação de São Paulo e Assessor de Comunicação da Região Episcopal Sé. Silvio Andrei ainda tem um programa semanal no canal católico Canção Nova.




Busca



Enquete

Com Emanuel afastado, o vice Stopa traz recursos do governo Mauro. O que você acha?

Com Stopa Cuiabá só tem a ganhar
Emanuel fazia birra e Cuiabá perdia
Mauro poderá fazer muito mais por Cuiabá com Stopa
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114