» mais
Comentar           Imprimir
Polícias
Quinta, 09 de junho de 2011, 03h19

Advogado de Battisti diz que decisão de manter ex-ativista no Brasil foi soberana


O advogado de Cesare Battisti, Luis Roberto Barroso, afirmou ontem (8) que foi soberana a decisão do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva de manter o italiano no Brasil e que a Itália não poderia ter contestado o ato no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele também afirmou que, caso o STF desconstitua a decisão, estará fragilizando a imagem do país. “O Brasil não pode ficar de cócoras diante da comunidade internacional”, disse Barroso.

O advogado fez a defesa oral durante julgamento sobre a extradição de Battisti iniciado nesta tarde no STF. Para ele, a decisão de Lula foi acertada nos quesitos ético e jurídico e tentou impedir a consumação “de uma vingança histórica tardia, que significa enviar para a prisão um homem de 60 anos para morrer no cárcere, seja pelo tempo, seja pela perspectiva de sofrer violência no cárcere”.

Barroso afirmou que Lula, em sua decisão, observou a defesa dos vencidos – os comunistas italianos – que perderam a luta política, mas que não devem ser perseguidos por esse motivo.

O advogado também afirmou que o processo da condenação de seu cliente por homicídio, na Itália, teve irregularidades, uma vez que o julgamento ocorreu à revelia e que Battisti não teve conhecimento das acusações que pesavam contra ele. “O fato de a Itália ser democrática não quer dizer que não pode ter existido violação do devido processo legal”, disse.

Ele lembrou que, no país, vigora a Lei de Anistia, e que não faria sentido imputar culpas a Battisti por fatos que não seriam passíveis de condenação no Brasil.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114