Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Quarta, 08 de novembro de 2017, 11h54

Paris recebe prêmio de capital europeia da inovação


Paris recebeu ontem (7) o prêmio Capital da Inovação da Europa 2017, concedido pela Comissão Europeia. O anúncio foi feito em Lisboa durante a Websummit, maior conferência de tecnologia da Europa.

O prêmio, no valor de um milhão de euros, será utilizado para investir em iniciativas inovadoras criadas pelos cidadãos para solucionar problemas da cidade. A Websummit, que desde o ano passado ocorre em Lisboa, foi criada em 2009 e reúne anualmente milhares de participantes, empresários, jornalistas e investidores.

Nos últimos dez anos, foram construídos em Paris mais de 100 mil metros quadrados de incubadoras, transformando a cidade no maior campus de start-ups do mundo. De acordo com a Comissão Europeia, Paris investe 5% do seu orçamento em projetos propostos e implementados por cidadãos.

De acordo com Carlos Moedas, responsável pela área de Investigação, Ciência e Inovação da Comissão Europeia, “as cidades não se caracterizam pelas dimensões e pela população, mas pelo seu âmbito de visão e pelo poder confiado aos cidadãos. Algumas cidades não têm medo das novas experiências. Não receiam envolver os seus cidadãos no desenvolvimento e no teste de novas ideias. Estas cidades dão poder aos seus cidadãos”.

As cidades de Tel Aviv, em Israel, e Talin, na Estônia, ficaram como finalistas e receberam 100 mil euros, cada uma. No total, 32 cidades de 17 países da União Europeia concorreram ao prêmio, concedido pelo programa Horizonte 2020, programa de investigação e inovação da UE.

 

ABr


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114