» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Sábado, 11 de novembro de 2017, 18h45

FAO quer melhorar segurança de agricultores em plantações de bananas


A segurança de trabalhadores em áreas de cultivo de banana é o tema de um manual, lançado nesta quarta-feira (8), pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). O livreto foi compilado em parceria com o governo do Equador.

Segundo a FAO, as plantações de banana usam 10 vezes mais pesticidas que outros cultivos nos países desenvolvidos. O uso elevado de químicos e agrotóxicos causa sérios problemas de saúde aos trabalhadores e as comunidades vizinhas.

No manual, a agência da ONU expõe diretrizes, manuseio, estocagem de pesticidas além de noções de higiene e até mesmo de violência de gênero. A banana é a fruta fresca mais exportada do mundo. Com o guia, os organizadores querem aumentar a segurança dos trabalhadores e consumidores.

O lançamento ocorreu na 3ª Conferência do Fórum Mundial da Banana, em Genebra, na Suíça. O setor funciona como uma fonte essencial de emprego e renda para milhares de lares rurais em países em desenvolvimento.

Mesmo sendo dirigido, inicialmente, a agricultores equatorianos, a agência acredita que o manual pode ser aplicado em todo o mundo.

O ministro do Trabalho equatoriano, Raúl Clemente Ledesma Huerta, afirmou que o manual é um grande passo na direção da defesa dos direitos dos trabalhadores.

Após cereais, açúcar, café e cacau, a banana é a mercadoria agrícola mais comercializada do mundo. E tentativas de baixar o preço do produto tem levado a trágicas consequências para os agricultores.

Participam da Conferência, em Genebra, 300 representantes do setor de governos e do setor – incluindo varejistas, importadores, associações de consumidores e acadêmicos. O encontro conta ainda com agências da ONU, sindicatos e organizações da sociedade civil.

Todos os anos, são consumidas mais de 100 milhões de toneladas sendo exportadas 20 milhões. Deste total mais de 20% são do Equador.

O manual da FAO sobre a segurança dos agricultores de bananas quer atender a 250 mil trabalhadores diretamente, no Equador, e a cerca de 2,5 milhões de funcionários associados ao setor no país.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114