Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Domingo, 20 de maio de 2018, 08h53

Até 2028, Nova Deli ultrapassará Tóquio e se tornará maior cidade do mundo


Bici-táxis no bairro antigo de Deli, Índia. Foto: OIT/Vijay Kutty

Até 2050, duas em cada três pessoas estarão vivendo em cidades ou outros centros urbanos, de acordo com novo relatório das Nações Unidas, que enfatizou a necessidade de um planejamento urbano mais sustentável e de serviços públicos.

Com as mudanças demográficas e o crescimento populacional, mais 2,5 bilhões de pessoas estarão vivendo em áreas urbanas até a metade deste século, prevê o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas (DESA).

A maior parte do aumento estará concentrada em poucos países. “Juntos, Índia, China e Nigéria responderão por 35% do crescimento projetado para a população urbana mundial entre 2018 e 2050. A previsão é de que a Índia adicionará 416 milhões de pessoas às cidades, a China, 255 milhões e a Nigéria, 189 milhões”, disse o DESA, ao anunciar as conclusões na quarta-feira (16).

O relatório também estima que até 2030 o mundo terá 43 megacidades — aquelas com mais de 10 milhões de habitantes — frente a 31 atualmente, de acordo com o relatório. A maioria está localizada em países emergentes.

Até 2028, a capital indiana, Nova Deli, deve se tornar a cidade mais populosa do planeta. Atualmente, Tóquio é a maior cidade do mundo, com 37 milhões de habitantes, seguida de Nova Deli (27 milhões) e Xangai (26 milhões). Cidade do México e São Paulo vêm em seguida; cada uma com 22 milhões de habitantes.

Essas populações crescentes exigirão mais recursos e serviços nas áreas urbanas, observou o relatório.

“Muitos países enfrentarão desafios em atender as necessidades de suas crescentes populações urbanas, incluindo moradia, transporte, sistemas de energia e outras infraestruturas; assim como de emprego e serviços básicos como educação e saúde”, disse o DESA, pedindo que os governos adotem políticas mais bem integradas para melhorar a vida tanto das populações rurais como urbanas.

Ao mesmo tempo, a ligação entre áreas urbanas e rurais precisará ser fortalecida, com base em suas conexões econômica, social e ambiental já existentes, concluiu o relatório.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114