» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Segunda, 16 de julho de 2018, 17h23

Segurança alimentar é tema da reunião da CPLP em Cabo Verde


O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferrreira, participa, nesta segunda-feira (16), na Ilha do Sal, em Cabo Verde, de reunião com ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Uma das atividades previstas para o encontro no país africano é a transferência da presidência brasileira pro tempore (temporária) da Comunidade para Cabo Verde.

Hoje, durante a 23ª Reunião Ordinária do Conselho de Ministros, Nunes apresentou o relatório da presidência brasileira pro tempore da CPLP. Além disso, foram realizadas eleições para escolha do próximo presidente do Conselho de Ministros para o biênio 2018-2020.

Amanhã (17) e depois (18), ocorrerá a 12ª Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, ocasião em que o presidente brasileiro, Michel Temer, passará oficialmente o mandato de turno a Cabo Verde. A presidência do Brasil na CPLP começou em 1º de novembro de 2016, com o tema "A CPLP e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável".

A diretora-geral da CPLP, Georgina Benrós de Mello, participou hoje da 2ª Reunião Ordinária do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (Consan) da CPLP, também em Santa Maria, na Ilha do Sal, em Cabo Verde. A economista cabo-verdiana fez um retrospecto da atuação da comunidade no que diz respeito à temática da segurança alimentar desde 2011 e lembrou que o tema está na agenda da CPLP até 2025, com o objetivo de resguardar o direito humano à alimentação adequada, com políticas nacionais e comunitárias para a erradicação da fome e da pobreza.

Georgina ressaltou que é a segunda reunião ordinária do Consan e que antecede a cúpula de chefes de Estado e de Governo.

"Importa salientar, por isso, os avanços conseguidos desde 2011, entre os quais a criação, em diversos dos nossos estados-membros, dos conselhos nacionais de segurança nutricional e alimentar. Do mesmo modo, é preciso sublinhar que os esforços devem continuar a ser feitos para que o processo decorra nos demais estados onde ainda não aconteceu. Importa também saudar a aprovação das diretrizes de apoio à agricultuta familiar nos estados-membros", afirmou a diretora da CPLP.

ABr


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai Emanuel tem várias denúncias por corrupção
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114