» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Domingo, 23 de setembro de 2018, 09h17

Rússia promete levar tratamento para 75% da população com HIV em 2019


A Rússia se comprometeu neste mês (4) a garantir que, até o final de 2019, 75% dos seus cidadãos vivendo com HIV receberão tratamento antirretroviral. Em 2017, apenas 45% dos russos com o vírus estavam tomando os medicamentos. Meta para o próximo ano é parte da estratégia do país para cumprir os objetivos da ONU sobre o tema.

O Estado russo espera alcançar as chamadas metas 90-90-90 das Nações Unidas. O conjunto de compromissos prevê que, até 2020, 90% das pessoas vivendo com HIV estarão cientes de seu estado sorológico positivo, 90% dos indivíduos com o vírus estarão sob tratamento e 90% das pessoas em tratamento estarão com a carga viral indetectável.

Em 2018, a Rússia divulgou pela primeira vez dados sobre os objetivos. Segundo estatísticas coletadas no ano passado, 81% dos russos vivendo com HIV conheciam seu estado sorológico. Quarenta e cinco porcento dos que sabiam essa informação estavam em tratamento e 75% dos indivíduos em terapia tiveram sua carga viral suprimida.

“Temos que garantir a todas as pessoas vivendo com HIV o acesso rápido ao tratamento correto. O Ministério da Saúde planeja aumentar a cobertura de terapia antirretroviral para pessoas vivendo com HIV que conhecem seu estado sorológico para 75% até 2019, e este número deve chegar a 90% até 2020”, disse a ministra da Saúde russa, Veronika Skvortsova, na 28ª reunião do Conselho de Saúde da Comunidade dos Estados Independentes, realizada em Saransk, na Rússia, no início do mês (4).

O Leste da Europa e a Ásia Central são a única região no mundo em que as novas infecções por HIV e as mortes relacionadas à AIDS ainda estão aumentando. No final de 2017, o número regional de novas infecções chegou a 130 mil. Também no ano passado, as taxas de cumprimento das metas 90-90-90 foi estimada em 73%, 50% e 72%.

“A declaração do Ministro da Saúde da Rússia é outro passo importante em uma série de ações consistentes realizadas pelo governo da Rússia para avançar a abordagem de Aceleração da Resposta do país, para alcançar 90-90-90 até 2020″, elogiou Vinay Saldanha, diretor da Equipe de Suporte Regional para o Leste da Europa e Ásia Central, do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

O Ministério da Saúde realizou recentemente uma capacitação sobre estimativas de HIV para representantes de dez regiões russas. Especialistas foram treinados na modelagem de dados da epidemia, o que ajudará a garantir uma visão mais completa de quantas pessoas vivem com o vírus e também das metas 90-90-90 no nível subnacional.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114